Descontração... no trabalho?

Fonte: Catho Online - 11/11/2009
Fotos: Divulgação

No mercado de trabalho atual, não é apenas pagando bons salários que as empresas conseguem satisfazer seus colaboradores. Hoje em dia, as companhias oferecem diversos benefícios e se preocupam cada vez mais com o clima organizacional e bem-estar dos profissionais. Os espaços voltados para a descontração do funcionário durante a jornada de trabalho é uma ferramenta muito utilizada.

Se você pudesse escolher, o que gostaria de ter na empresa em que trabalha para descontrair e relaxar? “Um vídeo-game. Dentro de uma empresa, seria o mais cabível. Ele gera interação entre os funcionários, que podem espairecer e voltar ao trabalho mais produtivos” opina Felipe Pereira, vendedor. Já para Alexandre Dátilo, gerente de relacionamento, o espaço ideal é uma área verde, cadeiras para relaxar, com “quick massage” uma vez por mês.

“Ter um espaço onde o funcionário possa descansar, onde ele faça seu horário de almoço, leia um livro ou durma” afirma Rosana Xequet, técnica em radiologia. De acordo com a estudante Maria Carolina, o espaço ideal é uma sala de vídeo para os funcionários assistirem um filme.

A Sanofi-Aventis, empresa ligada a área de saúde, é um exemplo de companhia que possui um espaço para momentos de descontração de seus colaboradores.

“Construímos o espaço para termos um lugar onde as pessoas pudessem se encontrar de forma mais descontraída, mais informal que aqueles momentos puramente profissional nas salas de reunião ou estações de trabalho”, explica André Rapoport, diretor de Recursos Humanos da Sanofi-Aventis. “Entendemos que os contatos dessa forma são muito mais profícuos para troca de ideias, para que as pessoas sejam mais criativas e que, principalmente, tenham uma verdadeira sensação de bem-estar no trabalho”, finaliza Rapoport.

Outra característica do local é a parte arquitetônica, com salas de descontração. “Na minha equipe, há momentos em que prefiro conversar com eles individualmente e aqui o lugar é propício, porque é um lugar informal, mais aconchegante”, exemplifica Gabriela Romariz, gerente de acesso ao mercado privativo.

“Você tem as opções de tomar café, usar o microondas, pode assistir a um jornal na TV tranquilamente, pode jogar vídeo-game para dar uma relaxada”, mostra Daniel Máximo, analista de performance. Segundo ele, esse conjunto de fatores faz a pessoa se sentir melhor. “Então meu desempenho rende muito mais”, finaliza.

Tópicos:



Comentários