O bom e velho torno

Saiba um pouco mais sobre a história do torno. Em breve, mais uma reportagem sobre os usos e tipos dessa máquina-ferramenta milenar

O torno já era usado pelos assírios, romanos e no Egito Antigo. Várias outras ferramentas derivaram dessa antiguidade como a fresadora, a furadeira, a aplainadora, a retificadora, as máquinas CNC e o próprio torno moderno.

Nessa máquina, pode ser confeccionada qualquer tipo de peça e componente mecânico, em qualquer forma geométrica. É no torno que se produz o maior número de obras em comparação com outras ferramentas. Essa eficiência faz dele fundamental para a civilização moderna.

Em torno da história
Antigamente, os utensílios fabricados pelos tornos eram rodas, partes de bombas d´água, cadeiras, mesas e utensílios domésticos. Naquela época, a madeira era mais usada que os metais, devido à facilidade de obtenção.

Durante a Idade Média os tornos de vara foram muito utilizados. Era de fácil de montagem, permitindo aos artesões se deslocarem facilmente para lugares onde houvesse a matéria prima necessária para trabalharem.



No final do século 15, Leonardo da Vinci desenhou um torno que já utilizava uma roda. Mas esta era somente para inércia.

A necessidade por uma velocidade contínua de rotação fez com que fossem criados os Tornos de Fuso. Esses tornos necessitavam de duas pessoas para serem utilizados. As vezes mais, dependendo do tamanho do fuso.

Enquanto um servo girava a roda, o artesão utilizava suas ferramentas para dar forma ao material. Esse torno permitia que objetos maiores e com materiais mais duros fossem trabalhados.

Com o aparecimento das máquinas a vapor, no século 18, Henry Moudslay criou o torno a vapor. A invenção diminui a quantidade e especialização da mão-de-obra. As máquinas de Moudslay podiam ser operadas por apenas uma pessoa.

Em 1906, as polias do torno já eram movimentadas por motor, e em 1925 o motor já é elétrico. Em 1960 surge o torno automático e já em 1978, o torno de CNC.

O torno de CNC substituiu os mecanismos usados para mover o cursor por microprocessadores. O uso de um painel permite que vários movimentos sejam programados e armazenados permitindo a rápida troca de programa.

Saiba mais sobre os tornos na história aqui.
Tópicos:
        



Comentários