Zona de Conforto

Como se diferenciar no mercado competitivo de hoje

Olá amigos do Portal CIMM, vamos dar continuidade aos artigos que não falam de tecnologia e sim de como fazer da sua vida profissional um pouco mais dinâmica. De novo quero lembrá-los que não sou especialista nesse assunto e o que vou passar é apenas a minha experiência profissional dos últimos 25 anos no mercado de trabalho.

Vamos imaginar que a maioria dos jovens que têm acesso ao ensino superior, que não são muitos, entram na faculdade na faixa de idade de 17 a 22 anos e com o sonho de se tornarem profissionais valorizados e com uma perspectiva de ganhar algum dinheiro para ter uma vida um pouco mais confortável. Até ai tudo bem, mas como se destacar no meio da multidão, como se tornar um advogado, um médico, um engenheiro ou um administrador de empresas com algum diferencial para o mercado.

Zona de Conforto

Quando iniciamos a vida profissional temos a ilusão que ao nos formarmos seremos os super-profissionais que todas as empresas vão pagar o nosso peso em ouro para nos ter. Bom, foi assim que eu imaginava quando eu me formei, e foi difícil quando descobri que ao me formar não sabia nada de engenharia e o que eu aprendi na faculdade foi a pensar e saber como buscar conhecimento.

Outro dia um amigo meu disse a seguinte frase:

“Ser engenheiro é o jeito mais inteligente de não ganhar dinheiro”

O que não deixa de ser verdade pois para ganhar dinheiro com qualquer profissão é necessário oferecer algo que o mercado busca a todo tempo. Por exemplo:

  • Por que compramos algo?
  • Para atender uma necessidade, certo?
  • O mesmo acontece com um profissional.
  • Por que as empresas contratam um profissional?
  • Para atender uma necessidade, certo?

Ok. Essa necessidade é importante, esse profissional é valorizado. Se não for importante, esse profissional não será valorizado.

Vamos simplificar um pouco mais.

Vamos pensar em um profissional que talvez à primeira vista não seja tão valorizado, um gerente de restaurante, por exemplo. 

A principio essa pessoa tem que verificar se os funcionários estão executando tarefas mais ou menos simples, se estão chegando no horário, se estão apresentáveis, fazer o inventário no fim do mês, fazer o caixa e o cronograma de atividades. Nada muito elaborado, certo?

Como uma pessoa pode se diferenciar em uma profissão que aparentemente qualquer um pode desempenhar?

Em primeiro lugar vem o seu comportamento como profissional. Se vc tem postura e se apresenta da forma correta, ser proativo, e motivador da equipe, você já começou bem.

Em segundo, idiomas, em um mercado competitivo se vc tem o inglês ja é um ponto positivo, mas não é o suficiente, um terceiro idioma é algo muito importante e fará ficar bem no topo da pirâmide dos profissionais.

Ok, mas isso não é o suficiente para a jogar na primeira divisão do mercado de trabalho, algo mais você precisa.

Como conseguir esse algo mais?

Bom, vamos imaginar que não temos muito dinheiro para investir em cursos especializados, mas não se esqueça que a internet está aí, existe muita coisa grátis e de boa qualidade, cursos de idioma, de gestão de pessoas, além disso, conhecimento está à disposição. Estude sobre qualquer assunto que possa te trazer vocabulário e conteúdo para conversar com pessoas das mais diferentes hierarquias corporativas. Isso vai fazer com que todos prestem atenção no que você diz e irão lembrar de você. Faça sua network, converse e se apresente sempre que tiver uma oportunidade.

Vamos voltar ao nosso personagem gerente de restaurante. Vamos imaginar que ele é convidado para um jantar de lançamento de um novo restaurante, a única coisa que ele não pode fazer nessa ocasião é comer e ficar sentado. Interaja com as pessoas, se apresente, ouça as conversas, entenda a estratégia de negocio do dono, e coloque-se à disposição para ajudar a qualquer momento.

Isso é válido para qualquer profissional, exceda as expectativas, arrisque-se e vista a camisa da empresa que representa. Isso vai fazer de você um profissional diferenciado. Busque trabalhar com tendências novas como IoT, CAE, indústria 4.0, simulações computacionais, cientista de dados, engenharia de sistemas, gestão da informação. Estes profissionais no mercado de engenharia terão diferenciais importantes.

Ser um coadjuvante não é uma opção para quem quer se destacar. A primeira divisão de qualquer mercado de trabalho é para poucos e sempre deve ser a sua meta.

As informações e opiniões veiculadas nesse artigo são de responsabilidade exclusiva do autor e não representam a opinião do Grupo CIMM.
Tópicos:
                                   
Mauro

Mauro Duarte G. Santos

Engenheiro Mecânico formado na UNESP em 1995, pós-graduação em administração industrial e gestão de projetos pela Fundação Vanzolini. Atua no mercado de CAD/CAE/CAM/PLM há 17 anos. Atualmente MSC Software e antes disso na PTC (16 anos), SDRC(2 anos)(Grupo Siemens) e como Eng Projetista (2 anos) com usuario de CAD e CAE


Mais artigos de Mauro Duarte G. Santos

Comentários