Grupo francês de reciclagem investe R$ 2 milhões no PR

Fonte: AEN - 24/10/08

O presidente do grupo francês Boone Comenor Metalimpex, referência mundial na área de reciclagem e destinação de resíduos limpos industriais, Lorent Boone, anunciou nesta terça-feira (21) no Paraná um investimento de cerca de R$ 2 milhões da empresa em sua unidade de São José dos Pinhais.

Boone chegou ao Brasil na segunda-feira (20) e permaneceu até a próxima quinta-feira (23) para fazer uma série de visitas a clientes e a órgãos governamentais. Segundo ele, a opção pelo Paraná se deu pela forte atuação da indústria automobilística do estado.

Entre os principais clientes da Metalimpex estão as montadoras de automóveis e as fabricantes de autopeças. A empresa trabalha com a gestão global de resíduos limpos (metais ferrosos e não ferrosos, papel, papelão, vidros, plásticos) e acaba de englobar a coleta de resíduos contaminados. Para a realização do trabalho, a Metalimpex instala unidades nas empresas.

Os clientes têm como rastrear os seus resíduos, que têm destinação específica, conforme definição dos órgãos ambientais. Para a empresa ThyssenKrupp, fabricante de componentes automotivos, é fundamental utilizar o know how da Metalimpex.

Na ThyssenKrupp do Brasil são fabricados componentes de chassis e elementos estruturais para veículos das marcas Peugeot, Citroën, Renault e Nissan. A unidade brasileira fica em São José dos Pinhais.O foco principal da Metalimpex são as indústrias de Curitiba e Região Metropolitana.

A empresa

Fundada em 1899, na França, o grupo Boone Comenor Metalimpex está presente em 12 países, possui mais de 450 funcionários e é uma empresa familiar, fundada pelo bisavô de Boone. Chegou ao Brasil em 2007.

No final de setembro, a empresa foi adquirida pelo grupo Sita France, braço na área de desenvolvimento ambiental do Grupo Suez. Com a aquisição da Metalimpex, o grupo Suez passou a ter a capacidade de reciclar 2,2 milhões de toneladas de metais ferrosos por ano.



Comentários