Bridgestone do Brasil investe R$ 700 milhões em modernização e expansão de fábrica na BA

Plano de modernização da fábrica tem foco em um modelo de negócios sustentável, para o mercado premium de pneus e os veículos elétricos/híbridos e sustentáveis.


Continua depois da publicidade


A Bridgestone do Brasil anunciou nesta quarta-feira (30) à imprensa um novo investimento em sua planta de produção de pneus em Camaçari, na Bahia. Acompanhando a crescente demanda do mercado por pneus de alta tecnologia e ganhos importantes de participação de mercado no Brasil e América do Sul, a companhia está investindo mais de R$ 700 milhões para a modernização e ampliação da fábrica, que expandirá em mais de 20% a sua capacidade produtiva. 

“Este investimento faz parte de um plano de médio prazo de crescimento sustentável no Brasil, focado no mercado premium de pneus e na produção de pneus para veículos mais sustentáveis e elétricos/híbridos e reforça o nosso compromisso e a posição estratégica do País para os negócios globais da companhia”, comentou Fabio Fossen, Presidente da Bridgestone Latin America South.

O projeto de ampliação e modernização da planta prevê um aumento de produção anual de 3.5 milhões para 4.3 milhões de pneus, com novas tecnologias de fabricação e a crescente aplicação dos conceitos da indústria 4.0. Alinhada à visão da companhia de gerar valor social e para o cliente, a planta da Bridgestone em Camaçari se prepara para o crescimento da demanda por veículos elétricos/híbridos e sustentáveis – e os pneus de alto desempenho para equipá-los.

Este novo investimento é parte do plano estratégico de negócios de médio e longo prazo anunciado pelo Grupo Bridgestone recentemente, visando tornar a companhia uma líder em soluções sustentáveis até 2050.

A expansão terá início no quarto trimestre de 2021 e criará 420 novos empregos na região, entre posições fixas e temporárias. 

Inaugurada em 2006, a planta da Bridgestone na Bahia emprega mais de 900 colaboradores diretos e 400 indiretos. Nela, são produzidos pneus para veículos de passeio, caminhonetes e pick-ups, destinados ao mercado de equipamento original (montadoras), reposição e exportação. Em 2016, com 10 anos desde o início de sua operação, passou por outra expansão. No total, mais de R$ 1 bilhão já foram investidos na ampliação da estrutura de produção e produtos da unidade, desde a sua inauguração.




Comentários