Boeing qualifica material de impressão 3D para ser utilizado em peças das aeronaves da empresa

Alta resistência química e a fadiga do material Antero 800NA, em relação a outros materiais, foram decisivas para a qualificação pela Boeing, que agora conta com uma nova opção de alto desempenho para fabricar peças das aeronaves.

A Boeing qualificou o termoplástico Antero 800NA em seu repertório de recursos de impressão 3D. O anúncio significa que o material de alta temperatura da Stratasys Ltd. agora pode ser usado em peças de voo para aviões da Boeing.

O material Antero 800NA é um polímero à base de PEKK, desenvolvido pela Stratasys - líder global em manufatura aditiva ou tecnologia de impressão 3D -, especificamente para impressoras 3D Stratasys FDM® de nível de produção. A Boeing lançou a especificação BMS8-444 e adicionou o material 800NA à Lista de Produtos Qualificados (QPL) após uma extensa avaliação do desempenho do produto, e é o primeiro da Stratasys qualificado pela Boeing para uso em aplicações com elevada resistência química ou requisitos de fadiga.

"A Boeing reconheceu a tremenda utilidade do Antero 800NA para ser utilizado em peças e aplicações que antes não poderiam ser impressas em 3D", conta o vice-presidente da Stratasys Aerospace, Scott Sevcik. "A manufatura aditiva traz enormes benefícios para simplificar as cadeias de suprimentos aeroespaciais, tanto na fabricação dos equipamentos originais, quanto para serviços de manutenção e reparos, contudo, era preciso desenvolver materiais mais robustos para atender aos desafiadores requisitos de voo, e foi isso que conseguimos com o Antero 800NA."

A família de materiais Antero inclui o 800NA, bem como 840CN03, que é uma variante de dissipação eletrostática (ESD). A Stratasys fornece esses materiais para clientes que usam as impressoras 3D Stratasys F900 e Fortus 450mc e como uma opção de material para clientes sob demanda por meio da Manufatura Direta Stratasys.




Comentários