COVID-19: como os satélites podem ajudar?

O mundo passa por uma crise sem precedentes e é no meio deste cenário que a Agência Espacial Europeia quer dar passos largos em direção a inovação científica abrindo espaço para propostas utilizando dados de satélites e de inteligência artificial.

A pandemia de coronavírus COVID-19 praticamente paralisou a vida diária como a conhecemos. Mesmo quando o surto de propagação do diminuir, o mundo enfrentará enormes desafios para voltar ao normal. A Agência Espacial Europeia (AEE) lançou novas iniciativas relacionadas à compreensão dos efeitos que o COVID-19 está impondo na sociedade, na economia e no meio ambiente.

Como o tráfego rodoviário nas cidades do mundo está quase parado parece não haver sentido em missões como a do satélite Copernicus Sentinel-5P da Europa que fornece informações importantes sobre mudanças nas concentrações de poluentes atmosféricos, como dióxido de nitrogênio. No entanto, ainda existe um enorme potencial para usar os dados de observação da Terra para lançar uma nova luz sobre outras mudanças sociais e econômicas que estão ocorrendo atualmente.

Para ver como as missões de observação da Terra poderiam ser mais utilizadas para explorar os efeitos do COVID-19, a AEE lançou um novo convite à apresentação de propostas. O objetivo é ver como os dados de satélite podem ser usados, por exemplo, para mapear mudanças em redes de transporte, portos comerciais e indústria pesada, como refinarias de petróleo.

De acordo com o diretor de programas de observação da Terra da AEE, O COVID-19 está colocando a sociedade sob enorme pressão. Embora a AEE não esteja realmente posicionada para ajudar a prever a progressão do vírus, certamente continuará a ter uma riqueza de dados que nos são transmitidos por alguns dos satélites mais sofisticados já criados, bem como novas tecnologias de inteligência artificial que podem ser usadas para entender e monitorar algumas das mudanças sociais.

A inovação é essencial para o uso de dados de satélite para ajudar a servir a sociedade nesses tempos difíceis e confiamos que nossa nova chamada retornará algumas propostas valiosas.


Continua depois da publicidade


Além da nova chamada, em 6 de abril, a AEE, em coordenação com a Comissão Europeia, está lançando uma edição especial do Custom Script Contest. O concurso pede que especialistas em sensoriamento remoto, cientistas de aprendizado de máquina e o público interessado enviem ideias sobre como os dados de satélite podem ajudar a mitigar a situação de setores econômicos como indústria, comércio, transporte e agricultura, mas também estão abertos a outras ideias. Qualquer um pode contribuir com uma ideia.

As melhores contribuições serão recompensadas com prêmios em dinheiro semanalmente. Além disso, todos os meses haverá um prêmio para a melhor ideia em cada categoria e um prêmio final para a melhor contribuição geral. Os participantes devem simplesmente compor um conjunto de slides apresentando suas ideias usando os dados de observação da Terra, ferramentas e tecnologias de aprendizado de máquina disponibilizadas facilmente para todos os níveis de habilidade. Estes serão avaliados semanalmente, a fim de utilizá-los o mais rápido possível.

Tópicos:



Comentários