UFMG vai inaugurar centro de pesquisas em nanotecnologia

Empreendimento reúne plantas-piloto e laboratórios para produção de nanotubos, grafeno, polímeros e cimento nanoestruturado

Com investimento de R$ 36 milhões, a UFMG inaugurou, na terça-feira, dia 16/04, o Centro de Tecnologia em Nanomateriais e Grafeno (CTNano), que reúne plantas-piloto e laboratórios para o desenvolvimento de tecnologias que possibilitem a produção desses materiais em larga escala, sem perda de propriedades e com garantia de viabilidade comercial.

“O Centro é uma ponte entre a academia e a indústria, que demanda soluções tecnológicas capazes de responder aos crescentes desafios sociais”, define o físico Marcos Pimenta, que coordena o projeto. Essas demandas incluem produção de nanotubos de carbono, grafeno, polímeros em nanoescala e cimento nanoestruturado, caracterização e metrologia para controle de qualidade e elaboração de protocolos de segurança para uso e produção de nanomateriais.

O CTNano é tema da reportagem de capa da edição 2.054 do Boletim UFMG, que circula nesta semana. A TV UFMG também abordou o assunto neste vídeo:




Comentários