Nissan firma acordo para desenvolver tecnologia de recarga elétrica no Brasil

Companhia trabalhará na solução com Itaipu e Instituto de Tecnologia Aplicada e Inovação

A Nissan firmou nova parceria para construir soluções de mobilidade elétrica no Brasil. A companhia se uniu ao Parque Tecnológico de Itaipu (PTI) e ao Instituto de Tecnologia Aplicada e Inovação (Itai) para trabalhar no desenvolvimento de carregadores bidirecionais para veículos elétricos. O projeto começou em 2017 e tem previsão de encerramento em 2020. Com o acordo, a fabricante de carros passa a contribuir com o desenvolvimento nesta segunda fase. 

O plano é criar um sistema que permita aos carros funcionar também como um meio de armazenar e compartilhar energia com a rede elétrica. Depois da fase de estudos, as organizações envolvidas pretendem fabricar localmente a solução. A Nissan fornecerá duas unidades do Nissan Leaf para que os pesquisadores estudem a tecnologia. Segundo a companhia, o carro elétrico conta com o sistema Vehicle-to-Grid (V2G) e, portanto, é capaz de devolver energia para a rede.

Marco Silva, presidente da Nissan, assinou o acordo com os institutos de pesquisa em Foz do Iguaçu (PR) na sexta-feira, 8. Segundo ele, o sistema permitirá que os consumidores gerenciem seu consumo energético com mais precisão, com a possibilidade de usar o carro para abastecer a casa durante picos de demanda ou em uma eventual falta de luz.




Comentários