A VERSATILIDADE DOS PROCESSOS A ARCO VOLTAICO

É muito complexo comparar as aplicações dos diferentes processos a arco voltaico. Eles podem variar desde a soldagem manual com eletrodos revestidos até a soldagem automática, que inclui os processos de arco protegido por gás (TIG,MIG, e plasma), o processo a arco submerso e o a eletro-escória.
No caso dos processos regados a gás a soldagem pode ser feita em espessuras de até 6mm , num único passe.

No entanto, existem processos mais modernos que permitem a expansão do campo de aplicações. O avanço destes processos é a maior focalização da energia de soldagem. Destacam-se aqui os processos de soldagem com LASER-CO2 e com feixe eletrônico, que não utilizam arco voltaico.

Para uma ampliação da abrangência dos campos de uso da soldagem a arco, pode-se recorrer aos arcos pulsantes. Este sistema é uma combinação de alta e baixa potência, para induzir ciclos diferentes de fusão e solidificação da poça de fusão, como no processo TIG, ou para controlar a passagem de material de adição, como no processo MIG/MAG.


Continua depois da publicidade


A técnica da pulsação conduz a um processo mais estável, de penetração com reprodutibilidade, especialmente sob condições térmicas adversas, como no caso de juntas dissimilares (soldagem de materiais diferentes ou com espessuras diferentes). Não só a geometria da solda é melhorada, mas a tolerância operacional, que permite que as dimensões da poça de fusão permaneçam estáveis dentro de um campo amplo de correntes.

A Tabela abaixo dá uma idéia comparativa de alguns processos de soldagem, atribuindo pontuações de acordo com os parâmetros processo-material.

TABELA COMPARATIVA DOS PROCESSOS A ARCO
TABELA COMPARATIVA DOS PROCESSOS A ARCO


OBSERVAÇÃO Esta tabela não deve ser utilizada na seleção de processos, pois é genérica e não considera condições especiais.
Fatores como a disponibilidade de eletrodos consumíveis mais adequados, revestimentos especiais, ou misturas gasosas especiais.

A possibilidade e a eficiência da soldagem não depende apenas dos procedimentos e equipamentos, mas também dos materiais a unir. A qualidade da junta depende da combinação procedimento-material, boa concepção e adequada execução.

Tópicos: