Medium_3e2436b
Guilherme Alfredo Kastner    |   13/12/2016   |   Projeto Descomplicado   |  

Criando padrões de Engenharia – Parte 5: folhas de desenho

Senhores,

Trazendo a coluna de volta à vida, retomando sobre os padrões de engenharia. Muitos se esquecem que a leitura de um desenho técnico nem sempre é algo natural e pode demandar muito tempo de concentração e raciocínio.

Existem normas para tudo

  • Tamanhos de folha
  • Tipos de margem
  • Informações que devem constar na folha
  • Métodos de listas de materiais

Afinal, qual a razão de folhas de desenho terem tamanhos extremamente definidos? Simplesmente a padronização das folhas que compramos nas papelarias e outros estabelecimentos comerciais.

O tamanho de uma folha de desenho nos leva aos seguintes itens encadeados

Uma vez que entendemos a importância dos padrões de folha, precisamos ir ao ponto central da história da definição dos tamanhos de folhas.

Todos os tamanhos de folha no Brasil são costumeiramente balisados pela NBR 10068/87, esta, por sua vez, inspirada na ISO 216 de 1975. Essa norma define os tipos de folha A, B e C, das quais utilizamos mais costumeiramente a tipo “A”.

Todos os tamanhos baseados na família A são baseados na proporção 1: √2(1.41). Isso previne uma razão de proporcionalidade constante entre todos os tamanhos para a execução de ampliação ou redução de um documento. Se tivermos algo em um A4, poderemos ampliar a um A3 sem a distorção da imagem.

Lembro-me do longínquo ano 2000, quando iniciei no curso técnico quando a professora me explicou a como se achar o tamanho da folha A0, o segredo da série “A”:

  • A folha A0 tem 1m2 de área
  • A razão entre os lados da folha é de x para x√2
  • Uma vez descobertas dimensões da folha A0, as subsequentes teriam a metade do tamanho, como destacada na imagem abaixo:


Continua depois da publicidade


Como pode-se ver na imagem seguinte, a razão e proporção entre os tamanhos é mantida.

Se lembrarmos que o tamanho pai é o A0, no processo de redução a dimensão maior é cortada pela metade e mantida a menor. Observem a tabela de tamanhos a partir dessa analogia.

Senhores,

Com isso encerramos a primeira parte dos padrões de desenhos.

Sds,
Kastner

As informações e opiniões veiculadas nesse artigo são de responsabilidade exclusiva do autor e não representam a opinião do Grupo CIMM.
3e2436b

Guilherme Alfredo Kastner

Técnico de aplicações da SKA Automação de Engenharias desde setembro de 2004. Trabalhou com diversas Soluções Autodesk, SolidWorks. Nos últimos anos o trabalho tem sido focado na melhoria da comunicação das engenharias com os seus clientes dentro das corporações como a fábrica, administrativo e outros setores.


Mais artigos de Guilherme Alfredo Kastner

Últimas perguntas no fórum

Tire suas dúvidas com a comunidade CIMM

Comentários