Medium_coluna_6
  |   14/10/2015   |   Gestão de custos industriais   |  

Por que precisamos melhorar nossos processos de gestão?

Com o aumento da competitividade, e da exigência dos consumidores, cada vez mais é preciso que as empresas modernizem seus processos de gestão.

Na última coluna, apresentei um exemplo que mostra a importância de se ter indicadores claros para rever suas políticas de custos para uma empresa. Esta necessidade é fruto de uma transformação gradual do ambiente empresarial. Neste novo ambiente, podemos observar dois grandes fenômenos que definem um novo paradigma de gestão que deve nortear as empresas modernas:

  • Um cenário competitivo globalizado, e cada vez mais acirrado;
  • Um consumidor com mais acesso à informação e cada vez mais exigente.

Para entendermos melhor o quão importante foi o impacto destes fenômenos, não precisamos voltar mais do que 3 décadas no tempo, época em que a maioria de nós já era nascida por sinal. As reservas de mercado brasileiras impediam que empresas (e produtos) entrassem no Brasil sem um investimento muito grande. Aliado a isso, a maioria dos consumidores não tinha meios para identificar os melhores produtos (dentre os poucos que havia) e tão pouco fazer uma comparação entre os seus preços. Neste cenário, a sua empresa não necessitava de uma gestão com foco na eficiência e na qualidade. Toda e qualquer ineficiência e desperdício eram facilmente repassados para os preços, que, nesta época, eram ditados pela própria empresa.

Sob esta ótica, analisemos a situação atual. As barreiras alfandegárias caíram, zonas de livre comércio foram criadas e hoje seu competidor pode estar no seu bairro, mas também pode estar do outro lado do planeta. Além disto, o seu consumidor sabe disso. E sabe também que, com uma simples pesquisa na internet, ele descobre produtos similares ao seu, compara os diferentes preços, além de saber se quem comprou seu produto tem alguma reclamação sobre a qualidade do produto. Os preços não são mais ditados por sua empresa. Você precisa produzir e entregar pelo preço que o mercado quer.

Não há mais espaço para ineficiências!

Não há mais espaço para baixa qualidade!

Não há mais espaço para imperfeições!

Uma vez que repassar estas perdas para o mercado não é mais possível, as empresas modernas precisam olhar para si mesmas, e de forma sistemática e contínua, trabalhar com foco em reduzir as atividades que não agregam valor, o trabalho improdutivo, e as perdas decorrentes do processo produtivo. Cada dia mais é primordial fazer mais com menos.

E para tanto, a empresa deve concentrar-se em eliminar todo e qualquer desperdício dentro de sua própria operação.

Mas como identificar estes desperdícios? Como mensurá-los? Como eliminá-los?

Estas respostas virão nas próximas colunas. Até lá!

As informações e opiniões veiculadas nesse artigo são de responsabilidade exclusiva do autor e não representam a opinião do Grupo CIMM.
Coluna_6

Caio Uribbe Castro

Engenheiro Mecânico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atuou com Gestão de Processos no setor aeronáutico e, atualmente, trabalha focado em Processos de Melhoria de Gestão na empresa Valor & Foco.


Mais artigos de Caio Uribbe Castro

Comentários