Caterpillar vai remanufaturar motores em SP

Ainda não está definido o local onde será instalado o novo processo

A Caterpillar, gigante americana do setor de bens de capital, vai instalar no Estado de São Paulo uma linha dedicada à remanufatura dos componentes de motores usados por máquinas e equipamentos. O projeto - apresentado como uma contribuição ao desenvolvimento sustentável - será divulgado oficialmente durante evento da Rio+20.

Na ocasião será firmado o protocolo de intenções que marca o início dos trabalhos para implantação do novo processo industrial. A empresa diz não ter ainda definido o local onde a unidade será instalada, mas a tendência é que ela fique próxima ao complexo industrial da Caterpillar em Piracicaba, no interior paulista, onde também está a sede do grupo no Brasil.
 
Esta será a primeira operação de remanufatura da Caterpillar na América do Sul. A tecnologia, contudo, já é usada pela multinacional em operações do tipo em outros países.
 
O processo de remanufatura - relativamente comum na indústria de autopeças - consiste em desmontar, limpar, inspecionar, restaurar, adicionar peças novas e, por fim, realizar a nova montagem e testes dos componentes que estão no fim de sua vida útil. A redução de custo em relação a um produto novo é de aproximadamente 40%, estima a Caterpillar.
 
O grupo também não está divulgando os investimentos previstos no empreendimento. Mas, conforme as pessoas próximas ao projeto, trata-se de um montante pouco expressivo quando comparado ao programa de investimentos de R$ 350 milhões em curso no Brasil.
 
"Não são valores significativos. Primeiro, eles vão testar o mercado. Após isso, esse é um negócio que poderá vir a ter um peso importante", afirma Luciano Almeida, presidente da Investe SP, a agência de fomento aos investimentos em São Paulo.
 
Entre os projetos tocados no Brasil, a Caterpillar deu início em outubro às operações de sua fábrica de retroescavadeiras e carregadeiras em Campo Largo (PR). Recentemente, começou a produção de locomotivas em Sete Lagoas (MG) - por meio de seu braço ferroviário, a Progress Rail Services.
 
Paralelamente, trabalha na expansão de linhas em Piracicaba, que ganhou espaço com a transferência de parte da produção para o Paraná. Também em Piracicaba, a Caterpillar inaugurou em março uma linha de geradores para a indústria petroleira.
 
Em visita ao Brasil em fevereiro, o presidente global da empresa, Doug Oberhelman, mostrou otimismo sobre a demanda dos projetos de infraestrutura e afirmou que o grupo passaria a examinar a necessidade de novos investimentos para fazer frente ao consumo de bens de capital no país.
 
Por Eduardo Laguna/Valor Econômico
 
 
Tópicos:



Comentários