Bosch assina acordo de compra da Heliotek

A Heliotek será um centro de competência regional da divisão Termotecnologia da Bosch na AL

 

A Bosch, por meio de sua divisão Termotecnologia, planeja a aquisição da Heliotek Máquinas e Equipamentos, fabricante de sistemas solares e bombas térmicas para aquecimento de água para uso residencial com sede em São Paulo. O contrato foi assinado entre a Bosch e o Grupo Monier, que detém 51% das ações da Heliotek, e os demais proprietários que possuem os outros 49%, em 28 de maio de 2012. O negócio ainda está sujeito a aprovações regulatórias locais e as partes concordaram em não divulgar o valor da venda. Em 2011, a Heliotek registrou um faturamento de aproximadamente de 12 milhões de euros e possui cerca de 120 colaboradores. 
 
A Heliotek desenvolve, produz e comercializa sistemas solares térmicos e bombas de calor para aquecimento de água para empreendimentos residenciais de pequeno e grande portes, além de fornecer sistemas para aplicações comerciais, como hotéis, escolas e centros esportivos. Os produtos são fabricados em Alphaville e comercializados por meio de uma ampla rede de distribuição, com cerca de 200 revendas em todo território nacional. 
 
"A Heliotek chega para complementar o nosso portfólio de produtos existentes no Brasil nos segmentos de aquecimento de água a gás e condicionadores de ar. Os canais de distribuição da empresa nos darão acesso a um dos mais promissores mercados de energia solar térmica do mundo", ressalta Uwe Glock, Presidente mundial da divisão de Termotecnologia da Bosch. 
 
"Com essa aquisição seremos a primeira fabricante internacional com produção local de sistemas solares, o que possibilitará expandir ainda mais a nossa posição no dinâmico e crescente mercado brasileiro", complementa Uwe Glock. 
 
A Heliotek será um centro de competência regional da divisão Termotecnologia da Bosch na América Latina e irá cooperar com as outras unidades da divisão em todo o mundo, no desenvolvimento de tecnologias sustentáveis e na utilização eficiente dos recursos naturais. 
 
"Esse investimento no Brasil é mais uma demonstração do comprometimento da nossa empresa para o fortalecimento dos negócios na América Latina, e em especial no segmento de energias renováveis", afirma Besaliel Botelho, presidente da Robert Bosch América Latina. 
Tópicos:



Comentários