Produção de autopeças no Brasil deve subir 4,2% em 2012

Estudo realizado pela Tendências Consultoria Integrada indica que a produção de autopeças deve registrar alta 4,2% em 2012, maior que o crescimento de 1,8% registrado em 2010. A projeção considera que a alta será sustentada por investimentos nas fábricas e produção crescente de veículos.  

Segundo o levantamento da Tendências, os anúncios recentes dos maiores fabricantes de autopeças se aproximaram dos R$ 6,4 bilhões, o que deve resultar em crescimento adicional da produção nos próximos anos, apesar da concorrência com os itens importados. Esses investimentos estão ligados à ampliação da capacidade e modernização das linhas. De acordo com o estudo, isso permitirá que a produção nacional volte a ganhar espaço nos próximos anos, à medida que os investimentos entrem em maturação.

O estudo aponta a alta de 3,7% na produção nacional de veículos neste ano e espera que a taxa de câmbio nominal cai 5,5% em relação a 2011. O documento lembra também oimpulso que o setor de autopeças deve receber por causa de políticas específicas do setor automotivo, como adequação a normas ambientais e benefícios tributários para composição nacional.

Importações crescerão 5%
A Tendências espera uma alta de 5% na importação de componentes automotivos. Em 2012 ainda não deve ocorrer uma redução significativa na participação das importações sobre a demanda interna. Segundo a consultoria, apesar do aumento das alíquotas médias de importação, as compras do exterior não têm sido fortemente afetadas, como mostram os números da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Tópicos:



Comentários