5 dicas para elaborar um plano de negócios

Quando bem feito, o documento pode ajudar a tomar decisões importantes sobre a empresa

Muita gente acredita que para abrir um negócio basta ter uma boa ideia e começar a execução o mais rápido possível. Errado. Os especialistas são categóricos em relação à importância do planejamento para o sucesso da empreitada.

Em geral, o primeiro passo é elaborar um plano de negócios. Ele vai reunir informações essenciais para a gestão da empresa, como marketing e finanças, e pode ajudar – muito – na hora de tomar decisões importantes sobre o futuro do negócio.

Os empreendedores costumam buscar uma consultoria ou modelos prontos na hora de fazer o business plan. Mais do que isso, é preciso ter clareza de propósito e conhecer bem o mercado. Veja a seguir cinco dicas para não errar na elaboração do documento.



Comece a tirar sua ideia do papel
Escrever tudo que considera importante sobre a empresa, o ramo e os produtos é o primeiro passo para o plano de negócios. Mesmo antes de iniciar a elaboração do documento, reúna ideias que podem ser uteis no dia a dia. Isso ajuda a conhecer melhor sua atuação no mercado até mesmo na hora de vender projetos aos clientes. Concorrentes e requisitos para entrar em operação fazem parte deste exercício, que já dá um sinal da viabilidade da empresa.

Fique atento ao "timing"
Negócios muito inovadores podem não esperar o plano de negócios. Se você está em um mercado extremamente competitivo ou não pode perder nenhum segundo para colocar a ideia em prática, conheça bem o seu modelo de negócio para que nada dê errado. Ele pode fazer com que a empresa sobreviva e amadureça para a hora certa de começar a fazer o business plan. Para não perder o timing, determine qual a diferença entre o seu modelo e o seu plano de negócios.

Coloque a mão na massa
Não deixe a responsabilidade do plano de negócios nas mãos de um consultor ou funcionário. A participação do dono é essencial para que o documento seja mais próximo da realidade. Na hora de uma mudança de rumo, por exemplo, o proprietário que conhece bem seu plano sabe por qual caminho seguir. Por isso, colabore na elaboração e também em eventuais mudanças que acontecem com a empresa já em operação.

Tenha uma cultura de planejamento
Não adianta ter o plano de negócios como um engessamento da empresa. Tudo que está lá pode e até deve mudar com o tempo. Mas, para não se perder, é bom criar na equipe uma cultura de planejamento. Para isso, dê um passo de cada vez, defina prazos e acompanhe de perto todos os planos feitos para o seu negócio.

Prepare-se para vender sua ideia
O plano de negócios pode ser útil não apenas para definir a empresa e suas estratégias. Na hora de buscar crédito, por exemplo, muitos bancos exigem ver também o seu planejamento. Por isso, mantenha-o bem atualizado. Assim, você estará pronto inclusive para atrair investidores usando o plano de negócios.

Tópicos:



Comentários