As fresas quanto a sua construção

Podem ser inteiriça, calçada ou com dentes substituíveis, cada uma com características próprias

Como já foi visto, para cada necessidade de usinagem é utilizado um método de fresamento (confira a matéria Classificando o processo de fresamento) e uma ferramenta com características específicas. Entre as classificações de ferramenta (veja Definição e classificação de fresamento) é possível classificar as fresas quanto ao seu tipo de construção.

Existem três tipos diferentes de construção de fresas: inteiriça ou bloco único; calçada ou com dentes soldados ou colados; de dentes substituíveis, fixados com grampos ou parafusos.

Fresa Inteiriça
As fresas inteiriças são feitas de uma só peça, geralmente de aço rápido, e a forma e o número de dentes são executadas por usinagem, sendo os ângulos de saída e de incidência construídos por retificação após a têmpera. Dependendo das dimensões, as fresas inteiriças tem um menor custo inicial, razão pela qual são ideais para produções pequenas e para uso geral nas ferramentarias.

Fresa Calçada
São constituídas de um corpo (cabeçote) de aço com dentes fixados pelo processos de soldagem. Os dentes são de aço rápido ou metal duro. A vantagem é que o corpo da fresa é feito de material mais barato, porém é menos resistente ao desgaste.

Fresa com Dentes Substituíveis
São fresas constituídas de um corpo de aço, no qual são montados dentes constituídos de um mesmo material ou de uma combinação de materiais. A fixação dos dentes normalmente se dá com auxílio de parafusos, sendo que estes dentes podem ser reposicionados sobre o corpo.

Tópicos:



Comentários