Os variados ensaios de dobramento

De acordo com o objetivo do teste, é usado um sistema diferenciado de ensaio

Os ensaios de dobramento são usado, principalmente, para controle de qualidade, avaliando a ductilidade de um material. Existem três grupos para classificar estes testes: guiado, semiguiado e livre. Em qualquer um dos casos o dobramento é efetuado com o auxílio de prensa hidráulica ou equipamento similar.

Dobramento Guiado

No dobramento guiado existe um sistema de cutelo e matriz que força o corpo de prova a deformar-se dentro de um espaço e forma pré-determinados. Estes dispositivos podem ser do tipo matriz e cutelo ou um sistema de enrolamento em torno de um cutelo fixo. Neste último caso, uma das extremidades do corpo de prova é engastada. Em algumas referências bibliográficas encontra-se o sistema de enrolamento referenciado como dobramento semiguiado.

Neste tipo de dobramento as superfícies de contato entre o corpo e o equipamento devem ser lubrificadas para redução do atrito.

Dobramento Livre

 

No dobramento livre poderão existir sistemas de apoio, com cutelos e roletes, mas não há sujeição à forma de deformação. Os apoios com comportamento de roletes não introduzem restrição à deformação. O ensaio inicia com uma aplicação de carga lateral através de cutelo. A partir deste ponto a deformação é introduzida pela aproximação forçada das extremidades do corpo de prova.


Continua depois da publicidade


Dobramento Semiguiado

No dobramento semiguiado há restrição parcial à forma final do corpo de prova. Existem várias modalidades de carregamento do corpo de prova, dependendo da finalidade do ensaio.




Comentários