Europa aperta o cerco contra poluição industrial

A União Européia reforçou as regras que regulamentam grandes plantas industriais com uma nova lei destinada a incentivar a adoção de tecnologias limpas e reduzir o número de mortes prematuras, relata o Business Green.

O Conselho da UE votou a adoção de diretivas de emissão industrial, regulando emissões de dióxido de enxofre, compostos de nitrogênio, partículas de poeira, asbestos e metais pesados.

"O voto é um marco no controle da poluição industrial na União Européia", disse o comissário para a energia, Janez Potočni. "Ele ajudará a assegurar o nível de poluição industrial que os cidadãos europeus merecem. E fortalecerá substancialmente o marco regulatório atual, reduzindo ainda mais a poluição industrial e incentivando a eco-inovação".

Diretiva regulamenta poluição na EuropaCerca de 52 mil plantas serão atingidas pelas novas regras. As estimativas de economias geradas pela nova diretiva variam entre U$ 6 bilhões e U$ 25 bilhões, e devem evitar 13 mil mortes prematuras por ano.

A directiva entrará em vigor 20 dias após a sua publicação no Jornal Oficial, previsto para se realizar até o final deste ano. Os Estados-Membros terão então dois anos para transpor a directiva para a legislação nacional e começar a implementá-lo.

De acordo com a Comissão de Meio Ambiente da UE, as maiores plantas industriais representam uma parte considerável do total de emissões de poluentes atmosféricos, incluindo 83% de dióxido de enxofre, 43% das partículas de poeira e 55% dos compostos orgânicos voláteis.

Tópicos:



Comentários