Metalurgia será destaque na geração de empregos

Foto: Divulgação

A retomada da indústria automobilística, que iniciou o ano com o estoque baixo, será um dos setores responsáveis pela geração de 2 milhões de empregos formais durante 2010, diz o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi. Apenas a região do ABC Paulista emprega 98 mil funcionários e responde por um terço da produção nacional. Em visita ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, o ministro destacou que a área de serviços puxará as novas contratações.

No ano passado, apenas o Estado de São Paulo foi responsável pela abertura de 30% a 35% dos empregos formais gerados no País. Segundo Lupi, as demissões ocasionadas pela crise financeira impactaram no balanço anual. A promessa do ministro é que "2010 será o período com maior geração de empregos do governo Lula".

Após o setor de serviços, o destaque será, na avaliação de Lupi, o de construção civil, aquecido pelo programa Minha Casa, Minha Vida. "Acredito que a construção civil ficará em segundo lugar, perdendo apenas para serviços. Depois, penso que os metalúrgicos, comércio e agricultura serão mais beneficiados."

Para ele, a tendência é que os indicadores positivos em relação a emprego registrados no Exterior, como a Europa, sejam sentidos no País. Além disso, a região Nordeste deverá ultrapassar o Sul, ocupando o segundo posto na produção de empregos formais. "A região tem crescimento acima da média nacional", salienta Lupi.

Tópicos:



Comentários