Petrobras assina cinco grandes contratos

Fotos: Divulgação

A Petrobras assina na tarde de hoje, no Edifício Sede da Companhia, cinco grandes contratos, no valor global de R$ 8,9 bilhões, destinados à construção da Refinaria Abreu e Lima. A cerimônia tem a presença do governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

O maior contrato, no valor de R$ 3,4 bilhões, se refere aos serviços necessários à construção das Unidades de Coqueamento Retardado - UCR (U-21 e U-22), incluindo subestações, Casas de Controle e as Seções de Tratamento Cáustico Regenerativo (U-26 e U-27). O contrato será firmado com o Consórcio Camargo Corrêa - CNEC, constituído pelas empresas Construções e Comércio Camargo Corrêa S.A. e CNEC Engenharia S.A.

Também será assinado o contrato para a implementação das Unidades de Hidrotratamento de Diesel (U-31, U-32), de Hidrotratamento de Nafta (U33 e U-34) e Unidades de Geração de Hidrogênio (U-35 e U-36). O valor deste contrato com o Consórcio CONEST-UHDT (constituído pelas empresas Odebrecht Plantas Industriais e Participações S.A. e Construtora OAS Ltda.) é de R$ 3,19 bilhões.

Já o contrato referente à implantação das Unidades de Destilação Atmosférica - UDA (U-11 e U-12), no valor total de R$ 1,48 bilhão, será firmado com o Consórcio RNEST - CONEST (Odebrecht Plantas Industriais e Participações S.A. e Construtora OAS Ltda.).

O escopo destes três contratos inclui o fornecimento de materiais, fornecimento parcial de equipamentos, construção civil, montagem eletromecânica, preservação, condicionamento, testes, pré-operação, partida (início das operações), assistência à operação, assistência técnica e treinamentos.

Além destes, também será assinado o contrato para a implantação dos dutos de recebimento e expedição de produtos da refinaria, que compreende os serviços de análise de consistência do projeto básico, projeto executivo, fornecimento de materiais e equipamentos, construção civil, instalações elétricas, montagem eletromecânica, preservação, condicionamento, testes, apoio à pré-operação e operação assistida. O contrato será firmado com o consórcio Conduto - Egesa (Conduto - Companhia Nacional de Dutos e Egesa Engenharia S.A.), no valor de R$ 649 milhões.

O quinto contrato a ser assinado refere-se aos serviços de infra-estrutura civil e compreende o sistema de drenagem pluvial limpo, pontilhões de concreto, arruamento e pavimentação, áreas de armazenagem e portarias. Este serviço será executado pelo consórcio Construcap - Progen (Construcap CCPS Engenharia e Comércio S.A. e PROGEN Projetos Gerenciamento e Engenharia Ltda.) e o valor é de R$ 120 milhões.

 
Tópicos:



Comentários