Cláudio Endo, gerente de TI da Sidel do Brasil


Também é possível rever os custos das empresas em outras áreas. Os custos com impressão, por exemplo, podem ser muito elevados dependendo da gestão das máquinas e até do tipo de impressora utilizada. Foi o caso da Sidel do Brasil, multinacional francesa que atua no ramo de envasamento de bebidas.

“O nosso parque de impressão começou a crescer junto com o número de impressões e ficou complicado para o setor de informática fazer o controle de suprimentos e a manutenção das impressoras”, explica Cláudio Endo, gerente de TI da Sidel do Brasil.

A solução foi terceirizar os serviços de impressão com a contratação da Low Cost, empresa especializada na gestão de impressões.

“Nós deixamos de nos preocupar com manutenção e controle de suprimentos. Era comum que uma ou outra impressora parasse de funcionar. Tínhamos que fazer as cotações – e tinha que ser mais que uma, seguindo o procedimento da empresa – enviar para o conserto, administrar a manutenção. E, fora o problema da máquina, eu tinha que resolver o problema dos usuários que ficavam sem impressora”, conta Endo.

Com isso, em dois anos, a Sidel do Brasil conseguiu reduzir seus custos com impressão em 42% e seu volume de páginas impressas em praticamente um terço.

O exemplo mostra que em todos os setores é possível otimizar a utilização de recursos, basta saber procurar maneiras de fazê-lo.

Leia mais sobre a Sidel do Brasil aqui.
Tópicos:
  



Comentários