Dafra Motos investe em laboratório anti-poluição

Investimento de R$ 8 milhões permite que a empresa se enquadre nas regras Promot 3

Foto: Divulgação

A Dafra Motos informa que desenvolveu o mais moderno laboratório de controle de emissões de poluentes e análises experimentais da América Latina. A instalação, de R$ 8 milhões, permite que a empresa enquadre seus veículos nas regras do Promot 3 (nova regulamentação para emissão de poluentes) e desenvolva inovações tecnológicas para futuros lançamentos.

“O investimento em tecnologia é visto como prioritário na Dafra”, afirma Creso Franco, presidente. “Queremos desenvolver tecnologia e know-how próprios e o laboratório permitirá, o registro de novas patentes em um futuro próximo”, explica o executivo.

Uma parte do laboratório é voltada exclusivamente para o desenvolvimento de motores. As instalações estão na fábrica da montadora, em Manaus, e permitem realizar análises estruturais, de vibrações, testes conceituais e análises de desgaste, além de estudos das emissões de gases.


Linha de montagem da Dafra Motos

A unidade conta com dinamômetros de potência, de chassi e de emissões, além de um acelerômetro e outros aparelhos para simulação de condições de pilotagem. As motos, conectadas a computadores, podem ser submetidas a esforços correspondentes aos que podem sofrer em diversas condições de condução, tais como variações de velocidade, temperatura, inclinação e condições de terreno.

O Promot 3 entra em vigor em 1º de abril de 2009. O programa reduz o limite de emissão de monóxido de carbono pelas motocicletas de 5 g/km para 2 g/km. Entre as diversas mudanças necessárias adequar os veículos à nova regulamentação estão ajustes de carburação.

A Dafra Motos é quarta montadora de motocicletas que mais emplaca no mercado brasileiro. Fruto de um investimento de R$ 100 milhões do Grupo Itavema, a montadora tem foco na produção de motocicletas de até 250 cc.
Tópicos:



Comentários