Nova marca traduz a reestruturação da Usiminas

Foto: Divulgação

Marco Antônio Castello Branco, presidente da Usiminas, participou do evento de lançamento da nova marca da empresa na quarta-feira, 18, para demonstrar a importância das mudanças que imprime a sua gestão. As transformações começaram a ser concebidas no início de 2008, dentro de um processo que revisou processos administrativos e produtivos, reestruturou a organização e a operação, mudou estratégias e táticas.

O programa de reestruturação foi desenhado depois de uma cuidadosa avaliação da imagem do Grupo junto aos funcionários e ao público externo, incluindo fornecedores e clientes. A assinatura do Usiminas traz agora, ao lado do nome, um símbolo estilizado de uma panela que transporta o ferro gusa.

Castello Branco afirmou, durante o lançamento da marca, que o mercado doméstico não deve se recuperar tão cedo. Ele projeta vendas 10% a 15% inferiores em relação a 2008 e não prevê quedas nos preços do aço brasileiro no exterior. A construção de uma usina em Santa do Paraiso, MG, está sendo revista.

No primeiro bimestre do ano a Usiminas dispensou setecentos trabalhadores em função da queda nas atividades e estaria operando com cerca de 50% da capacidade de produção. Castello Branco afirmou à Gazeta Mercantil que a Usiminas investirá este ano R$ 4 bilhões, dos quais R$ 2,9 bilhões em manutenção e projetos de expansão em andamento. O restante será utilizado para concluir a compra da distribuidora Zamprogna.

O executivo disse ainda ao jornal que 2009 deverá ser muito ruim para o setor de siderurgia: "Inicialmente esperava uma recuperação a partir do segundo trimestre do ano, mas já revi essa avaliação e acho que isso não vai acontecer antes do quarto trimestre". Ele disse que a demanda caiu drasticamente, tanto no mercado nacional quanto no exterior, e considera que as importações são um fator de alto risco para o setor.

Usiminas Automotiva
A Usiparts, braço do grupo no setor automotivo, agora se chama Usiminas Automotiva. Instalada em Pouso Alegre, MG, a empresa produz componentes estampados e cabinas completas para fabricantes de veículos, incluindo caminhões. Seu presidente é Flavio Del Soldato, que comandou uma virada nos negócios da empresa quando a Usiminas pensava em vendê-la, diante dos baixos resultados.
Tópicos:



Comentários