Embraer assina contrato de parceria com a FAPESP

Foto: FAPESP

O Laboratório de Estruturas Leves (LEL), voltado ao desenvolvimento de produtos e processos de fabricação em diversos setores da indústria, ganhou um importante incentivo na última segunda feira (2/3), em São José dos Campos, no interior paulista, para entrar em operação até o fim deste ano.

Na ocasião a FAPESP e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) assinou, às 11 horas, com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer), o contrato para instalação do laboratório no Parque Tecnológico de São José dos Campos. A iniciativa tem apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento.

A assinatura contou com a presença de Geraldo Alckmin, secretário de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Celso Lafer, presidente da FAPESP, João Fernando Gomes de Oliveira, diretor-presidente do IPT, Luciano Coutinho, presidente do BNDES, e Frederico Fleury Curado, presidente da Embraer.

O LEL permitirá desenvolver um amplo espectro de aplicações de materiais na indústria, podendo beneficiar diversos setores, entre os quais o aeronáutico, naval, automobilístico, bélico, petróleo e gás, construção civil, bens de capital, geração e transmissão de energia elétrica.

A base de pesquisas do laboratório será o desenvolvimento de estruturas de materiais compósitos, obtidos a partir de fibra de carbono e resinas, que aumentarão o desempenho e diminuirão o consumo de energia em produtos e processos. Esses materiais aliam alto desempenho estrutural à leveza, além de que o dispêndio de energia nos equipamentos é menor se comparado a materiais tradicionais.

O valor do projeto de implantação do laboratório está orçado em R$ 44,2 milhões, que somados ao valor dos projetos de pesquisa totalizam cerca de R$ 90,5 milhões, considerando os aportes de todas as instituições envolvidas.

Os projetos de pesquisa serão realizados em parceria com instituições como a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), Escola de Engenharia São Carlos, Escola de Engenharia de Guaratinguetá da Universidade Estadual paulista (Unesp).



Comentários