Empresas se preparam para falta de energia

Fonte: O Estado de São Paulo - 02/04/07

Grandes empresas, que consomem energia em larga escala, já se preparam para a eventual escassez de oferta de eletricidade a partir de 2009. Nos últimos meses, distribuidores e comercializadores de energia elétrica vêm sentindo uma corrida por contratos de longo prazo, com vencimento para o início da próxima década.

A acirrada disputa pela clientela levou os agentes do setor a criar produtos cada vez mais sofisticados, como pacotes em que o preço da energia varia de acordo com a cotação dos produtos finais dos clientes. O mercado estima um aumento de até 45% nos preços da energia elétrica vendida pelas distribuidoras no período entre 2010 e 2012.

No mercado livre, os contratos para 2010 devem atingir os R$ 115 por megawatt/hora (MWh), ante os R$ 82, em média, pagos para fornecimento este ano, diz o diretor-presidente da Associação Nacional dos Consumidores de Energia (Anace), Paulo Mayon. "Se as estimativas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em torno de 4% a 4,5% se confirmarem, é possível que tenhamos algum risco de déficit, com impacto nos preços", explica o executivo.

Tópicos:



Comentários