Reuso de água pode diminuir consumo

Fonte: Ambiente Brasil - 24/30/2007

O uso racional e sustentável da água não é mais somente uma questão ambiental para as indústrias. Com a elevação dos custos das tarifas de água e esgoto cobradas pelos Estados, como São Paulo, o consumo de água passou a ser uma questão econômica, que afeta diretamente a competitividade do setor.

“Este cenário deve gerar um aumento na procura pelos processos de reutilização de água, tecnologia que pode reduzir em até 70% o consumo deste insumo em uma indústria”, explica Marcelo Zanini, diretor geral da Biosistemas, empresa paulista especializada em tecnologia para tratamento de águas e efluentes líquidos industriais e urbanos. “O Estado de São Paulo possui aproximadamente 130 mil indústrias e somente cerca de 25% reciclam o insumo”, completa.

No Estado de São Paulo, as empresas pagam R$ 8,75 pelo metro cúbico de água acrescidos do mesmo valor pelo esgoto descartado, ou seja, um total de R$ 17,50 por metro cúbico. “Este é um valor muito alto para as indústrias. A água reutilizada tem um custo médio de R$ 5,50 o metro cúbico”, afirma Zanini.

Para as indústrias que desejam reutilizar a água, o diretor explica que o primeiro passo é analisar o tipo de efluente produzido para saber, então, o potencial de reuso e a melhor tecnologia a ser aplicada no processo.

Empresas de todos os portes e de diversas atividades podem se beneficiar com o reaproveitamento de seus recursos hídricos. O que definirá a viabilidade da implantação do reuso é o volume de água consumido pela empresa e a qualidade final necessária. A água reutilizada poder ter diversos fins na indústria, como refrigeração, alimentação de caldeiras e água de processo.

Condomínios

Condomínios residenciais e comerciais, inclusive shoppings centers, que demandam um grande volume de água também podem se beneficiar com as tecnologias de reciclagem da água. “O reuso pode gerar uma economia nas contas de água e esgoto superior a 25%. Os gastos com água e esgoto já são hoje o terceiro maior custo nos condomínios, somente menores que os gastos com pessoal e energia elétrica”, analisa Zanini.

“A água reutilizada pode ser destinada à limpeza, abastecimento de descargas sanitárias, irrigação de jardins, ar condicionado, entre outros fins. Com as tecnologias atuais, não é necessário que se tenha disponível grandes áreas para implantar o sistema, já que as estações de tratamento podem ser compactas e até subterrâneas”, conclui o diretor.



Comentários