Cosan 'bate' Petrobras e compra a Esso no Brasil

Foto: Divulgação

A Cosan S.A. anunciou nesta quinta-feira, 24, a compra da Esso Brasileira de Petróleo Ltda. e suas afiliadas por US$ 826 milhões. A operação, fechada com a ExxonMobil International Holdings, inclui ainda dívidas de US$ 163 milhões e US$ 35 milhões em créditos com partes relacionadas existentes ao final de 2007.

A Petrobras manifestou publicamente que estava na disputa pelos ativos da Esso no Brasil. O grupo Ultra também tinha interesse no negócio.

"A aquisição garantirá à Cosan uma posição de liderança nos crescentes mercados de etanol e de distribuição de combustíveis no Brasil, permitindo à empresa aumentar o seu portfólio com produtos compatíveis com seus ativos produtivos e logísticos", informou a empresa, acrescentando que a operação assegura um canal de distribuição para o etanol no momento em que o volume comercializado do combustível começa a superar o de gasolina no Brasil.

A Cosan firmou contrato de longo prazo relativo ao direito de uso da marca Esso no Brasil. A empresa espera sinergias nas áreas de logística e na otimização da gestão de estoques, mas não mencionou o valor das economias que almeja obter.

Recursos

De acordo com fato relevante da Cosan, a transação não está condicionada a obtenção de financiamentos. "A Cosan, entretanto, buscará custear a aquisição de forma a otimizar sua estrutura de capital. Sendo assim, a Cosan pretende utilizar os US$ 310 milhões em recursos adicionais oriundos da participação de acionistas minoritários no aumento de capital por subscrição privada concluída em janeiro de 2008, e possivelmente financiar o restante", afirmou a companhia.

Segundo a Cosan, dessa maneira os recursos provenientes da abertura de capital da Cosan Limited serão preservados para o desenvolvimento das atividades de etanol, açúcar e co-geração de energia.

Haverá um período de transição para assegurar a continuidade do negócio, incluindo a migração dos serviços compartilhados fornecidos pela ExxonMobil a partir de outros países e da plataforma de tecnologia de informação para um ambiente exclusivo e segregado na operação do Brasil. "Esse período também permitirá à Cosan escolher o melhor momento para acessar os mercados de capitais nacionais e internacionais de forma a otimizar sua estrutura de capital e proteger o interesse de seus acionistas", informou a companhia.

As operações da adquiridas pela Cosan contemplam as atividades de distribuição de combustíveis da Esso no mercado de varejo e no atacado, bem como o fornecimento de combustível às companhias de aviação. No final do ano havia mais de 1.500 postos de serviços operando sob a marca Esso em 20 Estados brasileiros. Segundo a Cosan, trata-se do quinto maior varejista de combustíveis do Brasil no segmento de postos de serviços, com cerca de 7,2% de participação no mercado total de distribuição de combustíveis.

O contrato entre a Cosan e a ExxonMobil International Holdings está sujeito a determinadas condições precedentes, usuais para operações desta natureza, e será concluído ao final do período de transição.

Operações da Esso

Segundo a Cosan, em 31 de dezembro de 2007 havia mais de 1.500 postos de serviços operando sob a marca Esso em 20 estados brasileiros. Trata-se do 5º maior varejista de combustíveis do Brasil no segmento de postos de serviços, detendo aproximadamente 7,2% de participação no mercado total de distribuição de combustíveis dentre os integrantes do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom).

A localização da rede de postos Esso, concentrada nas principais cidades do país, com forte presença nas regiões Sul e Sudeste, resulta em uma participação de mercado ainda mais expressiva na distribuição de gasolina e etanol, de 9,7% e 9,0% respectivamente, dentre os integrantes do Sindicom, de acordo com dados de 2007.
Tópicos:
  



Comentários