Lula defende que petróleo seja taxado para despoluir

Fonte: Folha Online - 30/11/07
Foto: Divulgação

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta terça-feira (27) que seja fixada uma taxa sobre o petróleo exportado. Segundo ele, seria um meio de colaborar para a despoluição do planeta.

Lula também reclamou da sobretaxa há ao álcool brasileiro. Ele disse ainda que há diferenças de tratamentos dispensadas ao país e reiterou que não aceitará ser maltratado. "Olhe que absurdo: para o Brasil exportar seu etanol tem uma sobretaxa enorme, quase que dobrando o preço. O petróleo comprado dos países exportadores (de petróleo) não paga taxa alguma. Cadê a eqüidade? Cadê a vontade de despoluir o planeta? Poderia começar taxando o petróleo', afirmou o presidente.

Lula fez a sugestão sobre o petróleo durante a cerimônia de lançamento mundial do Pnud - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento de desenvolvimento humano 2007-2008, no Palácio do Planalto.

Em seguida, o presidente reclamou da forma como os países em desenvolvimento são tratados. "Não aceitamos ser tratados como cidadãos de segunda classe".

De acordo com o presidente, há uma disposição para o diálogo desde que respeitadas as posições que o governo brasileiro tem. "Estamos dispostos a partir para o diálogo, nós não aceitamos imposições. Nós, humildemente, estamos oferecendo biocombustíveis", afirmou ele.

Segundo Lula, é fundamental subsidiar o álcool porque, do contrário, os Estados Unidos continuarão sendo os principais produtores de álcool de milho no mundo.
Tópicos:



Comentários