Abertura da 30ª Mercopar reúne lideranças, autoridades e empresários em Caxias do Sul

A edição 30 anos acontece até a próxima quinta-feira (7) e é a maior em área ocupada desde 2015.


Continua depois da publicidade


No início da tarde desta terça-feira (5) foi realizada a cerimônia de abertura da 30ª Mercopar, em Caxias do Sul. A solenidade reforçou a relevância da maior feira de inovação industrial e negócios da América Latina como um importante movimento para estimular a economia. No ano passado, foram gerados R$ 128 milhões em negócios durante o evento.

Estiveram presentes na oportunidade o vice-governador do RS, Ranolfo Vieira Júnior; o prefeito de Caxias do Sul, Adiló Didomenico; o representante da presidência da Assembleia Legislativa, Carlos Búrigo; o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae RS e presidente do Sistema FIERGS, Gilberto Porcello Petry; o diretor de Administração e Finanças do Sebrae Nacional, Eduardo Diogo, que representou o presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, entre outras autoridades e lideranças empresariais. A 30ª Mercopar acontece até a quinta-feira (7), atendendo a todos os protocolos sanitários de saúde previstos em decreto do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Ranolfo Vieira Júnior destacou que a agenda principal do Governo é o desenvolvimento e a competitividade e ressaltou que a iniciativa é totalmente compatível com a Mercopar. “Representamos um movimento de evolução, não de ruptura. Utilizamos os primeiros dois anos para fazer as reformas necessárias – administrativas, estruturais, na previdência -, além de avançar nas privatizações. Pretendemos conceder 1.132 km de rodovias para a iniciativa privada. Desses, 700 km deverão ser duplicados ou triplicados no período de concessão”, disse.

O vice-governador enfatizou os dados relacionados ao avanço da vacinação no Estado. Atualmente, 92% da população vacinável está com uma dose e 64% da população já está com o esquema vacinal completo. “Este é o mesmo espírito da Mercopar, de retomada”.


Continua depois da publicidade


Petry taxou a realização da feira como uma demonstração de força do Rio Grande do Sul em meio às dificuldades. “No ano passado, superamos desafios e obtivemos absoluto sucesso, em resultados e em execução de protocolos sanitários, tais quais o segmento da Indústria sempre cumpriu com excelência”, disse. A liderança das entidades realizadoras do evento também enalteceu a marca da realização da 30ª edição da Mercopar: “Quando iniciamos, inteligência artificial ou realidade virtual eram apenas conceitos teóricos. Hoje, estas e outras inovações permitem otimizar a produtividade nas organizações, gerando resultados e crescimento sustentável”. O formato híbrido do evento, que conta com transmissões online, possibilita, cada vez mais, criar conexões com o mundo, ultrapassando barreiras físicas do mercado. “Buscamos entregar uma feira com troca entre empresas para realização de negócios, com olhar para o futuro”, afirmou.

O prefeito de Caxias do Sul demonstrou orgulho em abrigar uma iniciativa com o propósito da Mercopar no município e ressaltou o impacto do evento. “Estamos trabalhando muito para que nossa economia local prospere. Ser palco para a apresentação das novas tendências e tecnologias voltadas para a Indústria é fundamental neste sentido. Além disso, entregaremos também à Câmara um projeto para redução do ISSQN de empresas que apostarem em inovação e tecnologia na nossa cidade”, falou Adiló Didomenico. 

Já o deputado Estadual, Carlos Búrigo, afirmou que a Mercopar, além de disseminar conhecimento, tecnologias e inovações, também compartilha otimismo entre os participantes. “Aqui observamos um objetivo coletivo de troca de experiências e efetivação de negócios para o crescimento de empresas e projetos. A edição 2021 segue com o papel de vetor da retomada econômica. Seguimos confiantes, pois nunca tivemos tanta vontade de crescer e inovar”, dissertou.

O diretor de Administração e Finanças do Sebrae Nacional, Eduardo Diogo, relatou que esteve na região há três meses e testemunhou a pujança da economia local e das empresas. “Tenho certeza de que vamos nos surpreender com o valor de geração de negócios, em razão dos 347 expositores aqui presentes. Como desafio, precisamos focar cada vez mais no empreendedor – que são mais de 20 milhões de heróis no Brasil – e em eixos estratégicos, pois o planejamento bem definido confere propósito às atividades cotidianas. Para nós, é fundamental a inovação e a digitalização dos negócios e trabalhamos com foco no desenvolvimento destes fatores nas organizações. Por fim, destaco meu reconhecimento ao Sebrae do Rio Grande do Sul por ser um exemplo para o sistema”, concluiu.




Comentários