BRF investe R$ 643 milhões para modernizar e ampliar plantas industriais em SC

O investimento também será destinado à construção de uma nova unidade produtiva no estado.


Continua depois da publicidade


A BRF anunciou novos investimento para Santa Catarina. Os recursos, R$ 643 milhões, serão destinados para modernização e ampliação de plantas, além da construção de uma nova unidade produtiva, nos municípios de Capinzal, Concórdia e Videira. O anúncio foi feito pelo CEO global da empresa, Lorival Luz, durante reunião virtual com o governador Carlos Moisés da Silva, nesta terça-feira (8).

A empresa irá direcionar os recursos para ampliar o volume de produção nas unidades de Capinzal e Concórdia, gerando 159 novos empregos. Já a planta de Videira ganhará uma nova fábrica de linguiça cozida, com a abertura de 250 postos de trabalho.

"Geramos 21,2 mil empregos diretos e contamos com mais de 4,7 mil produtores integrados. Queremos avançar na nossa agenda de crescimento rumo à Visão 2030 e seguindo nosso propósito de levar vida melhor a todos com integridade, segurança e qualidade”, destaca o CEO global da BRF, Lorival Luz.

A Companhia possui plantas em seis municípios catarinenses: Capinzal, Chapecó, Videira, Herval d´Oeste, Campos Novos e Concórdia. Onde são produzidas mais de 125 mil toneladas de alimentos por mês, sendo 40 mil toneladas destinadas à exportação.

Preocupação com abastecimento de água

Durante a reunião, os executivos da empresa manifestaram ainda a preocupação com o abastecimento de água, matéria prima fundamental para as indústrias de alimentos. Na oportunidade, o governador Carlos Moisés apresentou os investimentos do Governo do Estado para reduzir os impactos da estiagem e ampliar a oferta de água na região Oeste.

"Em parceria com a Assembleia Legislativa aprovamos R$ 300 milhões, que devem ser investidos em três anos para que tenhamos um programa permanente de reservação de água e conservação de nascentes. Os recursos serão utilizados para captação, armazenagem e uso de água e também para a preservação de nascentes e fontes. Temos que olhar para o futuro, se não olharmos para o meio ambiente e para a preservação das nascentes continuaremos sofrendo com os impactos da estiagem", afirma Carlos Moisés.


Continua depois da publicidade


O governador lembra ainda dos R$ 195,7 milhões liberados para a construção da macroadutora do Rio Chapecozinho, que irá melhorar o abastecimento de água em Chapecó e municípios vizinhos. "Todo o Governo está envolvido e comprometido para resolver os problemas de abastecimento de água em Santa Catarina. Essa é uma prioridade dessa gestão e nós estamos unidos para minimizar os impactos da estiagem e aumentar a competitividade das indústrias instaladas no estado. Vamos dar mais celeridade e agilidade às atividades e viabilizar os investimentos", explica o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva.

Representantes da BRF e do Governo do Estado se unirão em um grupo de trabalho, coordenado pelo secretário Altair Silva, em busca de soluções e de novos projetos para ampliar a oferta de água em Santa Catarina.




Comentários