Volvo CE Latin America cresceu mais de 18% em 2020 puxado pelo Brasil

Apesar da pandemia de Covid-19, a Volvo CE (Construction Equipment), que possui fábrica em Pederneiras, no interior paulista, apresentou bons resultados na América Latina, em 2020. De acordo com o balanço apresentado na última terça-feira (9), em evento on-line, as entregas da Volvo CE na América Latina apresentaram crescimento de 18,6% no período, em relação a 2019 - o dobro da média do mercado, que cresceu 9,3% na região, em 2020.

De acordo com a empresa, o Brasil representou cerca de dois terços das vendas continentais de todas as marcas, com 21.940 unidades no ano passado, uma expansão de 32,2% na comparação com as 16.598 máquinas entregues em 2019.

“O setor de equipamentos de construção teve um bom desempenho de maneira geral, mesmo em um ano desafiador por causa da pandemia”, afirmou Luiz Marcelo Daniel, presidente da Volvo CE Latin America.

O resultado expressivo no mercado latino-americano de máquinas, segundo a empresa, foi impulsionado pelas vendas no Brasil. “É o terceiro ano consecutivo em que o mercado brasileiro cresce de forma relevante, dobrando de tamanho nos últimos três anos e encerrando 2020 acima do patamar de 20 mil unidades, fato que havia acontecido pela última vez em 2014”, observou o presidente da Volvo CE Latin America.

A empresa está finalizando a contratação de 250 funcionários para a linha de produção, lançou novos produtos e ampliou a fábrica para nacionalização de dois modelos de carregadeiras de grande porte, a L150H e a L180H, antes importadas da Suécia. Agora, a planta brasileira passa a produzir cerca de 70% dos produtos oferecidos no mercado nacional. 




Comentários