Com investimento de R$ 130 milhões, fábrica em Cachoeiro (ES) vai produzir papel inédito

A unidade de conversão de papel de Cachoeiro de Itapemirim marca o ingresso do Espírito Santo no mapa de unidades da empresa que produzem bens de consumo, agregando valor ao produto celulose.

A nova unidade de conversão da Suzano, em Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, será a primeira fábrica da empresa a produzir papel higiênico de folha tripla. O tipo de papel é mais comum no mercado internacional e agora será destaque, também, na produção capixaba. 

Para a produção, a fábrica contou com investimento de cerca de R$ 130 milhões para aquisição de equipamentos com alta performance e tecnologia. As máquinas automatizadas vão garantir a segurança na produção e a qualidade do produto. 

Segundo o Gerente Industrial da fábrica do sul do Espírito Santo, Vander Henrique da Silva Rios, há uma expectativa no mercado brasileiro após o anúncio da produção. "Sabemos da responsabilidade que temos diante de um mercado tão competitivo, estamos construindo um time forte e gentil, e temos a certeza de que com muita segurança, disciplina e engajamento entregaremos um produto inovador, e com alto padrão de qualidade”, relata. 

A empresa firmou parceria com o Senai do município e selecionou 47 pessoas para capacitação profissional. Ao todo, a nova fábrica terá 300 colaboradores durante o período de obras e 214 funcionários atuarão após o inicio das operações. 

O objetivo da organização é ampliar a capacidade produtiva para 30 mil toneladas anuais, o equivalente a cerca de 15 mil fardos e a 1 milhão de rolos por dia. A unidade de conversão de papel de Cachoeiro de Itapemirim marca o ingresso do Espírito Santo no mapa de unidades da empresa que produzem bens de consumo, agregando valor ao produto celulose. 

A matéria-prima que será utilizada na fábrica virá de Mucuri, no sul da Bahia, onde a empresa também já converte celulose em diferentes tipos de papel. “A nova unidade de bens de consumo é um projeto robusto, inovador e ousado. A nossa companhia cresce cada vez mais e nós, colaboradores, evoluímos na mesma proporção”, pontua o gerente.




Comentários