Maior empresa de drones da AL investe R$ 4,75 mi em nova unidade, em MG

Fábrica deverá gerar 230 empregos até fase final de expansão.

A XMobots, maior empresa do Brasil e da América Latina especializada no desenvolvimento e fabricação de drones, anunciou implantação de uma nova fábrica na cidade de Itajubá, Minas Gerais. A planta industrial, instalada em uma área de 11 mil quadrados, será a primeira fábrica brasileira e latino-americana voltada à produção seriada de drones. O início das operações está previsto para julho de 2021.

A abertura de uma fábrica no estado de Minas Gerais foi um dos requisitos do aporte de R$30 milhões feito por fundo gerido pela Confrapar na XMobots. A Confrapar é uma gestora de fundos de investimento em empresas de tecnologia, pioneira do mercado brasileiro, com mais de 400 milhões de reais sob gestão.

A construção da fábrica terá um investimento de R$ 4,75 milhões, e o processo seletivo para a contratação dos primeiros colaboradores da fábrica já foi iniciado pela XMobots. "As vagas para gerentes e coordenadores de produção já estão abertas. Nossa estratégia é contratar essas pessoas agora para que elas sejam treinadas até junho de 2021, em São Carlos (SP). Dessa forma, quando inaugurarmos a fábrica de Itajubá, esses profissionais já estarão prontos para executarem suas funções", explica Giovani Amianti, CEO da XMobots.

Amianti conta que na planta de Itajubá serão produzidos o modelo Dractor 25A e os novos drones que a empresa irá lançar em curto e médio prazos. A fábrica de São Carlos, por sua vez, irá concentrar as áreas de Pesquisa e Desenvolvimento, produção de cabeças de série e manutenção dos drones que fazem parte da prateleira atual de produtos da marca.

"Os investimentos feitos em alta tecnologia e automação de processos, ao mesmo tempo em que permitirão a escalabilidade da produção de drones, irão demandar profissionais altamente qualificados. Esse foi um dos motivos que fez a XMobots escolher Itajubá para a implantação da nova fábrica", explica o empresário. 


Continua depois da publicidade


Esse processo de escolha contou com o auxílio da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais(FIEMG), por meio da Gerência de Atração de Negócios e Investimentos. A partir dos critérios enviados pela XMobots, a entidade selecionou quatro cidades mineiras e acompanhou Amianti durante o processo de site visits, articulando reuniões com prefeituras e universidades.

"A Federação já trabalhou com outras empresas que receberam investimentos da Confrapar. Nós atuamos como um ponto focal para indústrias que querem se instalar em Minas Gerais, além daquelas que já estão aqui e têm projetos de expansão, fazendo todas as articulações necessárias para que o projeto saia do papel. Nós apoiamos a XMobots nas visitas às cidades, conexões com as prefeituras, com o SENAI e com as universidades, para que a empresa fizesse a melhor escolha", conta a gerente de Atração de Negócios e Investimentos da FIEMG, Junia Cerceau.

Fábrica da XMobots, em São Carlos, maior empresa de drones da América Latina. Imagem: Divulgação

Vocação

Para a escolha de Itajubá, além da alta disponibilidade de mão de obra qualificada, a XMobots analisou fatores como vocação industrial, sobretudo na área de eletrônicos; infraestrutura urbana, como redes, topografia, e espaço aéreo; e o amplo auxílio dado pela Prefeitura durante toda a fase de estudo de viabilidade de implantação. "Tivemos um canal aberto com o prefeito, que colocou um time à nossa disposição para fornecimento de um grande número de dados e materiais. Analisamos desde o Plano Diretor até dados de investimentos em capacitação técnica. Não temos dúvida que fizemos a melhor escolha e que a XMobots contribuirá muito com o desenvolvimento da cidade", enfatiza o CEO da XMobots.

O prefeito de Itajubá, Rodrigo Riera, explica que a fábrica da XMobots irá ocupar uma área de 11 mil metros quadrados doada pelo Município, localizada na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá (Incit). Para Riera, além de fatores já citados por Amianti, a implantação da fábrica de drones em Itajubá também está relacionada ao alto IDH do município, a questões de infraestrutura, como a alta disponibilidade de água e energia, à facilidade logística (proximidade com as rodovias Via Dutra e Fernão Dias, bem como com o Porto de Santos e aeroportos), além do fato de Itajubá "falar a mesma língua do empresariado".

"Geralmente, processos que podem levar até três anos em outras cidades, aqui levam 10 dias, pois temos profissionais capacitados para dar todo suporte à instalação de empresas. Costumo dizer que, com a Inovai, temos uma tríplice hélice em que poder público, instituições de ensino e setor privado trabalham em harmonia para que ações e atividades de inovação e empreendedorismo gerem renda e empregos baseados na ciência, tecnologia e inovação. A vinda da XMobots representa o resultado deste trabalho, e temos certeza que aqui se inicia uma grande parceria", comenta Riera.

Para a Confrapar, o segmento aeroespacial está sempre na fronteira tecnológica, gerando empregos de alto nível e compreendendo atividades industriais que produzem alta agregação de valor, como é o caso da XMobots. Para o Rodrigo Esteves, managing Partner da gestora, a vinda da XMobots fortalece o setor em Minas Gerais. "O setor aeroespacial tem grande força tanto no cenário nacional quanto no cenário internacional. É um setor que sempre trouxe e continuará trazendo inovações que geram crescimento e valor para a sociedade. É um dos setores onde investimos para trazer retornos superiores para nossos investidores", comenta Esteves.




Comentários