Armo desenvolve metodologia de identificação para mensurar desgaste em rotores

Indicadores visuais utilizam cores para medir o desgaste dos rotores de exaustores de caldeiras

A metodologia desenvolvida pelo Centro de Serviços da Armo do Brasil ajuda na identificação do grau de desgaste das pás dos rotores de exaustores de caldeiras submetidos ao processo de revestimento protetivo policerâmico, uma exclusividade da Armo, que tem como intuito aumentar a disponibilidade e confiabilidade do equipamento.

O procedimento baseia-se na aplicação de três camadas de cores diferentes de revestimento na parte superior das pás dos rotores por onde a fuligem e os gases passam. Essas camadas contam com propriedades antiaderentes, que funcionam como indicadores visuais de desgaste. Além disso, possuem também as mesmas características de resistência química, térmica e de abrasão.

De acordo com Hércules Tchechel, presidente da Armo do Brasil, o intuito de criar esses indicadores foi o de facilitar a vida do cliente na hora de identificar em qual nível de desgaste o equipamento se encontra, já que o revestimento protetivo aplicado pela Armo para aumentar a longevidade do produto é o único no mercado com essa característica antiaderente. Isso significa que, não haverá acúmulo de massa nas pás, o que permitirá visualizar facilmente as cores reduzindo apenas a velocidade do rotor.

Outro ponto importante, é que o gestor responsável conseguirá calcular a vida útil do equipamento com maior assertividade já que as camadas possuem as mesmas características e, com isso, iram se desgastar igualmente. “Isso auxilia significativamente nas tomadas de decisão das usinas na hora de investir na manutenção e também ao operar o rotor com maior segurança”, completou.

Tópicos:



Comentários