Univali, UFSC e IFSC imprimem máscaras de proteção em impressora 3D

Iniciativa envolve outras instituições e deve contemplar unidades da Grande Florianópolis e do Vale do Itajaí Santa Catarina – A Universidade do Vale do Itajaí (Univali), em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), está produzindo, desde a última segunda-feira, dia 23 de março, máscaras de proteção para serem utilizadas por profissionais da área da saúde.

As primeiras remessas serão entregues no Hospital Regional de São José e ao Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon), de Florianópolis. De acordo com o professor Eros Comunello, do curso de Ciência da Computação e do Mestrado em Computação Aplicada, responsável pelo laboratório onde os materiais estão sendo impressos na Univali, no Campus Kobrasol, a produção dura em média 3h20, por máscara, entre a parte superior e inferior. Trata-se de um suporte, que depois recebe um acrílico. As bases são feitas na Univali, nos Laboratórios 4Vision Lab e no GIdLab, sob condução de Comunello e dos professores Marcelo Dornbusch Lopes e Michelle Silva Wangham, e entregues para o IFSC fazer a finalização. 


Continua depois da publicidade


A estrutura da máscara é a padrão disponível no mercado e as entregas serão realizadas, como doação, a partir da capacidade de produção das instituições parceiras. Em Florianópolis, a Artes & Ofícios Papelaria Técnica e Artística também doou folhas de acetato que auxiliarão na montagem da máscara completa. 
A Univali deve contemplar ainda unidades da região do Vale do Itajaí, com a estrutura tecnológica do Campus Itajaí.  Os professores da Escola do Mar, Ciência e Tecnologia - Rudimar Luís Scaranto Dazzi, também docente do Mestrado em Computação Aplicada, e Eduardo Alves da Silva, coordenador dos cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Ciência da Computação e Sistemas para Internet, estão realizando testes e devem dar início à produção, em Itajaí, ainda hoje (25).  

Os professores envolvidos na produção estão trabalhando em locais isolados, na estrutura da Universidade, seguindo os protocolos de orientação para evitar o contágio do Coronavírus, com o objetivo de contribuir por meio da infraestrutura, tecnologia e conhecimento.

O projeto tem por base um modelo disponibilizado pela empresa Prusa.

Quem tiver impressora 3D e puder ajudar, nos avise. Temos uma demanda enorme. Temos um grupo que pode ajudar com mentoria para quer puder ajudar. Entre nesta rede. #juntosomosmaisfortes.

Tópicos:



Comentários