Mercedes-Benz junta-se ao Projeto Hackatruck para inovar com universitários pelo Brasil

Projeto conhecido como HackaTruck MakerSpace é voltado a estudantes de Tecnologia da Informação e Comunicação

O caminhão Mercedes-Benz Actros, top de linha da marca, pega estrada Brasil afora para levar uma carga preciosa – o conhecimento. A partir de fevereiro, ele irá puxar uma carreta especial, que abriga um laboratório móvel de capacitação de universitários para novas tecnologias, como computação em nuvem e inteligência artificial. O roteiro de 2020 prevê paradas em nove instituições de oito cidades de vários estados.

Com essa iniciativa, a Mercedes-Benz passa a ser parceira do HackaTruck MakerSpace, programa idealizado pelas empresas de tecnologia IBM e Flex e voltado a estudantes de Tecnologia da Informação e Comunicação com ênfase na Internet das Coisas e outros conceitos da Indústria 4.0. A carreta tem capacidade para 56 alunos, que, após uma fase inicial de ensino à distância, são selecionados para 100 horas de aulas presenciais (4 horas por dia, 5 dias da semana), quando materializam suas ideias na forma de aplicativos.

O HackaTruck MakerSpace tem a colaboração da Apple e é executado pelo Instituto Eldorado. Criado em 2015, já atendeu 46 universidades de vários estados. Nesses quatro anos, foram mais de 8.000 alunos nos cursos à distância e 2.200 nas aulas presenciais no laboratório móvel. A carreta já rodou por mais de 75.000 km e mais de 500 apps e protótipos foram produzidos pelos universitários.


Continua depois da publicidade


Na carreta laboratório, os participantes dispõem de ferramentas e equipamentos de última geração para desenvolver aplicativos que tragam soluções e benefícios para a sociedade e que sejam efetivamente práticos para o dia a dia das pessoas.

“Esse projeto chamou a nossa atenção especialmente pelo fato dos alunos serem desafiados a pensar em soluções para a sociedade em diversas áreas, como mobilidade, acessibilidade, sustentabilidade, segurança, educação, saúde e vários outros”, ressalta Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Esses são exatamente os mesmos objetivos que estabelecemos no compromisso da nossa Empresa com o ecossistema de Transporte Responsável”.

De acordo com o executivo, além de fornecedor o caminhão que irá puxar a carreta pelos próximos dois anos, a Mercedes-Benz dispõe de avançadas tecnologias e de um amplo conhecimento de mais de 60 anos de estrada no País que podem servir de referência para os estudantes. “Nós também já trabalhamos intensamente com Internet das Coisas, dados na nuvem, tecnologia digital, inteligência artificial e outros elementos da Indústria 4.0, tanto nos processos de produção quanto nos nossos produtos e serviços”, afirma Leoncini. “Como exemplo, o Novo Actros, que chega às estradas do Brasil este ano, é o caminhão mais inteligente, conectado, eficiente e seguro do mercado e o primeiro caminhão digital do País. Suas inovações podem inspirar os estudantes na criação de soluções”.

Leoncini destaca o Fleetboard, sistema de gestão de frota e rastreamento da Mercedes-Benz, como outra importante referência para os universitários. “O uso de telemetria no monitoramento do caminhão, da rota e do motorista gera uma infinidade de dados e informações que otimizam a gestão de uma frota. Isso pode ser utilizado no desenvolvimento de Apps pelos participantes do HackaTruck MakerSpace, que são desafiados a gerar ideias e soluções práticas para as pessoas”, diz ele. “Por exemplo, eles podem criar soluções para os motoristas de caminhão e para os gestores da frota, acompanhando os dados em tempo real. O potencial para isso é ilimitado”.

“A democratização da educação é um dos pilares na nossa companhia. Por isso, investimos em projetos para fomentar a capacitação de futuros profissionais”, afirma Carlos Hopf, executivo de Operações da IBM Brasil. “Por meio do HackaTruck, conseguimos levar as novas tecnologias, como a Internet das Coisas, computação em nuvem e inteligencia artificial, para acelerar a maneira como os alunos aprendem e desenvolvem as habilidades que os preparam para as profissões do futuro, ajudando, assim, a atender às demandas do mercado”.

Sobre o HackaTruck MakerSpace

Como um projeto dinâmico e itinerante numa verdadeira capacitação sobre rodas, o HackaTruck MakerSpace se inspira no conceito maker com seu laboratório móvel constituído como um makerspace, espaço onde os alunos criam e desenvolvem protótipos relacionados aos temas estudados.

Na carreta laboratório, os participantes dispõem de ferramentas e equipamentos de última geração, como impressora 3D, cortadora a laser, máquina de corte Router CNC para madeira, entre vários outros. Isso possibilita a criação de protótipos. Ou seja, o aluno trabalha os conceitos e também a aplicação prática dos mesmos.

Além de alunos de Tecnologia da Informação e Comunicação, estudantes de outros cursos de instituições parceiras podem participar. Eventualmente, a capacitação à distância pode ser oferecida a pessoas que se identifiquem com as áreas de TIC e que estejam interessadas em atualização técnica.

Para 2020, o laboratório já tem agendado projetos em várias regiões brasileiras, incluindo Univille (Joinville, SC), Universidade Federal Fluminense (Niterói, RJ), CEFET (Nova Friburgo, RJ), Universidade Federal da Paraíba (João Pessoa, PB), Universidade Federal de Itajubá (MG), UFScar (São Carlos, SP), Senac (São Paulo), USP (São Paulo) e Unisep (Maringá, PR).




Comentários