J.Assy expõe tecnologia brasileira na Alemanha

Empresa destacará dosadores de sementes Selenium e Titanium, sensores de fluxo Visum e os discos de plantio Apollo durante a Agritechnica em Hanôver, de 10 a 16 de novembro

A J.Assy, especialista em soluções tecnológicas para o agronegócio, dá mais um importante passo em busca do mercado global. A empresa participará da Agritechnica, de 10 a 16 de novembro, em Hanôver no norte da Alemanha, por meio de uma iniciativa promovida pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Na ocasião, produtores rurais da Europa e de outros continentes, poderão conhecer de perto as soluções disponibilizadas pela J.Assy, como os dosadores de sementes, Titanium e Selenium, os sensores de fluxo Visum e toda a linha de discos de plantio Apollo.

A participação na feira tem como objetivo divulgar a tecnologia brasileira e sua importância para o cenário global. Para o Fundador e Presidente da J.Assy, José Roberto Assy, marcar presença no evento é estratégico para fazer parte de um seleto grupo de líderes mundiais em tecnologia agrícola. “Estar na Europa pela primeira vez faz parte do nosso planejamento. Nossos produtos também são procurados por clientes europeus. Países como Ucrânia, França, Portugal e Alemanha já demonstram interesse orgânico, agora queremos ir além”, destaca o presidente.


Continua depois da publicidade


A Feira

A Agritechnica é considerada uma das maiores feiras agrícolas do mundo. A expectativa de público para esse ano é de mais de 450 mil visitantes. “Trazendo para a nossa realidade, a Agrishow 2019, por exemplo, recebeu algo em torno de 160 mil pessoas. Será um público bem maior na Europa. São 2.800 expositores, de 128 países divididos em 24 pavilhões”, explica o Coordenador de Marketing, Danilo Felix. Em termo de público esperam-se muitos alemães e também europeus vindos principalmente da Inglaterra, Itália, França, Rússia. Também devem passar pelo evento visitantes da Ásia devido ao fácil acesso deles a Alemanha, seguido por Estados Unidos e países da América do Sul.

A J.Assy ainda não tem operações na Alemanha, e o evento é uma oportunidade única para fazer parcerias e negócios, principalmente contatos com empresas locais e que no futuro podem complementar as soluções tecnológicas da companhia brasileira. “Vamos apresentar nossa tecnologia lá, mas também temos a expectativa de conseguir aproximar possíveis parceiros estratégicos para desenvolvimento de produtos”, conta José Roberto.

O portfólio da empresa atende diversas culturas, mas os alvos na oportunidade são trigo, milho, canola e outras. “Chegou o momento de mostrar nossa tecnologia, realizar muitas reuniões e buscar muitas parcerias e revendas parceiras para distribuir nossos produtos”, conclui o presidente.

Tópicos:



Comentários