Corr Plastik inaugura duas novas fábricas para continuar crescendo

Com quase três décadas de história e cerca de 600 colaboradores, a Corr Plastik está entre as três maiores fabricantes de tubos e conexões de PVC do País. Por que então investir em PEAD?

“Tomamos essa decisão para aumentar nossas linhas de produtos”, afirma Sergio Monteiro, presidente da Corr Plastik. “O PEAD abre novos mercados.”

A empresa tem atuação significativa no mercado de tubos técnicos, principalmente nas áreas de irrigação e saneamento básico. Com os tubos de PEAD, vai poder atuar nos mercados de gás, mineração e drenagem, além de ampliar sua participação no saneamento.

“O PVC não pode ser utilizado no gás e tem uso restrito na mineração”, diz Monteiro. “Em saneamento, a opção por PVC ou PEAD depende do tipo de projeto, solo, localização geográfica da obra, diâmetros necessários etc.”

A nova unidade de produção de PEAD em Cabreúva (SP) tem cinco linhas de produção, com capacidade para fazer tubos lisos e maciços de 20 mm a 1.200 mm de diâmetro.


Continua depois da publicidade


Primeiros resultados

A unidade em Marechal Deodoro (AL) tem quatro linhas, das quais duas para tubos lisos e maciços de 20 mm a 630 mm de diâmetro, e duas para tubos corrugados de dupla parede, que produzem peças de 500 a 1.200 mm de diâmetro.

A capacidade de produção de tubos de polietileno, na soma das duas unidades, é de 3.800 toneladas/mês. O investimento começa a apresentar os primeiros resultados, com pedidos da mineradora Samarco e da Sabesp, concessionária de saneamento de São Paulo, além de outros.

Até o fim deste ano, a Corr Plastik projeta faturamento de R$ 50 milhões com PEAD. Em 2020, a meta é alcançar R$ 120 milhões.

Com o mote PVC+PEAD, a melhor solução em tubos e conexões, a Corr Plastik se posiciona estrategicamente, pois passa a oferecer a melhor solução que o mercado desejar e consolida um portfólio de produtos robusto e incomparável ante seus concorrentes no mercado brasileiro.

Aliado a isso, não se cansa de exercer os três princípios que formam o conceito que a empresa construiu no mercado: Qualidade, Credibilidade e Atendimento. “Num mercado disputado e de preços nivelados, os detalhes importam e fazem a diferença”, afirma Monteiro.

O crescimento da Corr Plastik nos últimos três anos tem sido na casa dos dois dígitos. Para 2019, com as incertezas do cenário econômico e a disparada do dólar, que afetam decisivamente o custo da matéria-prima utilizada na transformação dos tubos e conexões, o índice de crescimento deve ficar em torno de 5%.  Ao fim de 2020, a expectativa é voltar aos dois dígitos.

“O mercado potencial é gigantesco”, revela Monteiro. “Mas as coisas precisam caminhar, e a economia voltar a se aquecer para que todas as expectativas se transformem em realidade.”

Da parte da Corr Plastik, pode-se esperar muito foco e determinação. “Consistência”, afirma Monteiro. Trabalhar de maneira consistente, com uma linha de atuação clara e definida”. Essa é a chave do sucesso da empresa, uma das maiores fabricantes de tubos e conexões do Brasil.

Tópicos:



Comentários