WEG lança novo modelo de turbina de energia eólica, com potência de 4 MW

Empresa catarinense segue iniciativas da indústria eólica, que tem apostado em turbinas cada vez maiores para aumentar a produtividade

A fabricante de equipamentos elétricos WEG lançou um novo modelo de turbinas de energia eólica, em máquinas com potência unitária de 4 megawatts e rotores com 147 metros de diâmetro, segundo comunicado da companhia nesta sexta-feira (24/5).

O anúncio da empresa catarinense segue iniciativas de outros fornecedores da indústria eólica, que têm apostado em turbinas cada vez maiores para aumentar a produtividade das usinas da fonte.

A dinamarquesa Vestas, por exemplo, já até fechou contratos no Brasil envolvendo uma nova máquina, com 4,2 megawatts em capacidade unitária.

O equipamento da WEG, que foi projetado para as condições de vento e clima do Brasil, segundo a empresa, será oficialmente apresentado em um evento da indústria eólica que acontece na próxima semana em São Paulo.

Mas a empresa já tem oferecido as novas turbinas a investidores interessados em disputar leilões do governo brasileiro para novos projetos de energia, disse o diretor de Novas Energias da WEG, João Paulo Gualberto.

As próximas licitações federais para contratar novos projetos de geração de energia estão agendadas para junho e outubro. Os empreendimentos vencedores das concorrências, que incluirão parques eólicos, precisarão entrar em operação em 2023 e 2025, respectivamente.


Continua depois da publicidade


"Teremos um protótipo (das turbinas) em operação no início de 2020 e as primeiras entregas comerciais estão previstas para o final de 2020", acrescentou Gualberto.

A WEG afirmou ainda que os novos equipamentos utilizarão uma tecnologia que deve torná-los mais confiáveis e aumentar a disponibilidade para operação.

"Diferentemente de outros fabricantes, no AGW147/4.0 usa-se de tecnologia de acionamento direto (também chamada de direct drive ou de gearless) que dispensa a caixa de engrenagens principal (gearbox)", explicou.




Comentários