Destaques na abertura da Expomafe 2019

Ouça os discursos de João Carlos Marchesan, Presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ, e do Deputado Federal Vito Lippi

De 7 a 11 de maio desse ano, realizou-se a segunda edição da EXPOMAFE - Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial.
De acordo com João Carlos Marchesan - Presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e
Equipamentos), o segmento que representa cerca de 11% do PIB, superou a mais longa recessão da história da indústria brasileira. O executivo cita como
evidência desse fato o crescimento de 7% que o setor experimentou em 2018. A expectativa da Associação é que essa tendência seja mantida também em 2019,
com a manutenção do nível de exportação e uma maior participação das vendas no mercado interno.

O evento contou com uma extensa programação técnica , apresentando a quarta edição do Demonstrador de Manufatura Avançada, onde trouxe um conjunto de
soluções tecnológicas embasadas no conceito de manufatura 4.0 e voltadas para pequenas e médias empresas, além de estande temático, como o Parque das
Ideias, contando ainda com palestras e seminários.

João Carlos Marchesan - Presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ


O áudio abaixo trás o discurso de Marchesan na abertura do evento, onde ele ressalta que o setor faturou R$ 606 bilhões em 2016, o que representou 22%
da receita total da indústria de transformação do país, empregando cerca de 2 milhões de pessoas.


Continua depois da publicidade


Áudio do Marchesan

Além do presidente da ABIMAQ, vários outros convidados ilustres compuseram a mesa da sessão solene de abertura do evento. Todos, cada um por sua vez, discursaram.

Reproduzimos na sequência, o áudio do deputado federal Vítor Lippi, ex-prefeito de Sorocaba, para o período de 2005 à 2013. Em 2008 ele foi reeleito com cerca de 242 mil votos, totalizando 79,35% dos votos válidos, a maior votação registrada na história de Sorocaba.

Vitor Lippi


Seu discurso chamou a atenção por ir um pouco além do que seria esperado como atividade protocolar, enfatizando em que aspectos o Brasil tem ficado aquém da posição que poderia ocupar entre as nações mais desenvolvidas e o que tem faltado para obter um desenvolvimento mais coerente com o potencial que possui. Vítor destacou as ações que vem sendo tomadas junto ao governo para que se recupere o tempo perdido.



Francisco Marcondes
Editor Chefe




Comentários