BorgWarner firma joint venture com a Romeo Power Technology

Empresa será especializada em packs e módulos de bateria para veículos elétricos

A BorgWarner anuncia a criação de uma joint venture com a Romeo Power Technology, fornecedora de packs e módulos de baterias. A nova empresa está dividida na proporção 60/40, sendo a BorgWarner a acionista majoritária. Além disso, pelo acordo, a companhia também assumirá 20% na Romeo Power Technology e ocupará dois lugares na sua diretoria. O investimento de capital – que não foi divulgado – e a joint venture devem ser concluídos no segundo trimestre deste ano e ainda estão sujeitos às condições habituais de fechamento.

Os módulos e packs de bateria incluem sistemas inteligentes de gerenciamento de bateria com algoritmos para desempenho e vida útil aprimorados, bem como engenharia térmica para resfriamento ativo e passivo. Os produtos passam a integrar o portfólio já existente da companhia dedicados a veículos híbridos e elétricos.

“Esta joint venture não apenas complementa nosso sólido portfólio de propulsão, mas preenche uma lacuna no mercado entre os fabricantes de células de bateria e os clientes de veículos híbridos e elétricos”, comenta o presidente e gerente-geral da BorgWarner Morse Systems, Joel Wiegert.


Continua depois da publicidade


Por sua vez, o fundador e CEO da Romeo Power Technology, Michael Patterson, afirma que a joint venture ajudará sua empresa a dar o próximo passo no ambiente da mobilidade elétrica, acrescentando escala e recursos oferecidos pela BorWarner. “A Romeo tem uma equipe que realizou muito nos últimos quatro anos. Esta joint venture dá continuidade ao nosso progresso, com capacidade e recursos para expandir e cumprir nossa missão de promover da tecnologia energética.”

A estratégia da BorgWarner em aquisições de empresa envolvidas na eletrificação começou em 2015 com a compra da Remy, fabricante de componentes elétricos como alternadores, motores de partida e motores elétricos de tração para veículos leves e comerciais. Em 2017, a BorgWarner adquiriu a Sevcon, player global em tecnologias de eletrificação. Já em fevereiro deste ano, a empresa anunciou a criação da Cascadia Motion e mais a aquisição de duas empresas dos Estados Unidos, a Rinehart Motion Systems e a AM Racing, que se fundiram em uma nova empresa com foco em soluções elétricas e propulsão híbrida para nichos e aplicações emergentes.




Comentários