Setor procura equacionar sustentabilidade e custeio


Continua depois da publicidade


Três painéis compuseram a 5ª edição do Seminário de Inovação em Powertrain, organizada pela AEA – Associação Brasileira de Engenharia Automotiva, na última quinta-feira, dia 25 de abril, na unidade da Universidade Paulista, do Planalto Paulista, em São Paulo, e que debateram o tema central “Propulsões alternativas: powertrains inovadores em tempos de eletrificação, Rota 2030 e Renovabio.

Coordenada por Alexandre Uchimura, Avelino Souza, Christian Wahnfried e Maurício Lavoratti, a 5ª edição recebeu mais de 160 participantes, cuja tônica do seminário enveredou por estudos setoriais que procuram equacionar sustentabilidade e custeio dos diferentes sistemas de propulsão veicular. Assim, no primeiro painel, Edgar Barassa (Unicamp) e Robson da Cruz (USP) mostraram amplo espectro da eletrificação veicular no Brasil, seguido por Gerhard Ett (Electrocell) que falou sobre o “Desenvolvimento da célula de combustível a etanol”, por Mike Lu (Curcas) que discorreu sobre “Green fuel: plataforma brasileira de combustíveis renováveis” e por Ricardo Pinto, da Petrobras, responsável pela palestra “HVO como opção para o Renovabio”. O debate do primeiro painel foi mediado por Ricardo Takahira.

No segundo painel, três palestras ilustraram cenários de powertrain alternativos em outros setores. Pedro Scorza, da Gol Linhas Aéreas, mostrou a visão da aviação, meio ambiente, emissões e bioquerosene; enquanto Flavio Carvalho, da AGCO, deu uma visão geral sobre a agricultura e Aleksandro Silva, da MTU do Brasil, falou sobre a Rolls Royce Power Systems AG, organização que atua mundialmente na avisção civil, militar, marine e nuclear e sobre o conceito de micro-grids para a geração de energia distribuída. O debate deste bloco foi coordenado por Maurício Lavoratti.

O último painel do seminário tratou de desenvolver temas do setor automotivo propriamente dito, a começar com a palestra de Orlando Zibini, da Mercedes-Benz, uma visão da montadora em veículos pesados (caminhões e ônibus), seguido pela apresentação de Gustavo Noronha, da Toyota, que mostrou a visão da montadora japonesa no segmento de automóveis de passeio, Celso Argachoy, da Cummins, abordou “Alternativas de energia para o powertrain – combustíveis gasosos” e a visão dos sistemistas foi mostrada por Alexandre Uchimura, da Roberto Bosch. Frank Turkovics, da PSA, mediou o debate desse painel.


Continua depois da publicidade


Na avaliação de Christian Wahnfried, um dos coordenadores do evento, “procuramos levar ao participantes uma visão sobre o futuro das fontes energéticas e de propulsão, daí o equilíbrio entre eletrificação e combustíveis do futuro, como o HVO e o diesel verde de resíduos, além de mostrar o que os outros importantes setores estão fazendo em inovação em powertrains. Entendemos que atingimos o nosso objetivo”, disse ao finalizar a 5ª edição do seminário.
 




Comentários