Setor procura equacionar sustentabilidade e custeio

Três painéis compuseram a 5ª edição do Seminário de Inovação em Powertrain, organizada pela AEA – Associação Brasileira de Engenharia Automotiva, na última quinta-feira, dia 25 de abril, na unidade da Universidade Paulista, do Planalto Paulista, em São Paulo, e que debateram o tema central “Propulsões alternativas: powertrains inovadores em tempos de eletrificação, Rota 2030 e Renovabio.

Coordenada por Alexandre Uchimura, Avelino Souza, Christian Wahnfried e Maurício Lavoratti, a 5ª edição recebeu mais de 160 participantes, cuja tônica do seminário enveredou por estudos setoriais que procuram equacionar sustentabilidade e custeio dos diferentes sistemas de propulsão veicular. Assim, no primeiro painel, Edgar Barassa (Unicamp) e Robson da Cruz (USP) mostraram amplo espectro da eletrificação veicular no Brasil, seguido por Gerhard Ett (Electrocell) que falou sobre o “Desenvolvimento da célula de combustível a etanol”, por Mike Lu (Curcas) que discorreu sobre “Green fuel: plataforma brasileira de combustíveis renováveis” e por Ricardo Pinto, da Petrobras, responsável pela palestra “HVO como opção para o Renovabio”. O debate do primeiro painel foi mediado por Ricardo Takahira.


Continua depois da publicidade


No segundo painel, três palestras ilustraram cenários de powertrain alternativos em outros setores. Pedro Scorza, da Gol Linhas Aéreas, mostrou a visão da aviação, meio ambiente, emissões e bioquerosene; enquanto Flavio Carvalho, da AGCO, deu uma visão geral sobre a agricultura e Aleksandro Silva, da MTU do Brasil, falou sobre a Rolls Royce Power Systems AG, organização que atua mundialmente na avisção civil, militar, marine e nuclear e sobre o conceito de micro-grids para a geração de energia distribuída. O debate deste bloco foi coordenado por Maurício Lavoratti.

O último painel do seminário tratou de desenvolver temas do setor automotivo propriamente dito, a começar com a palestra de Orlando Zibini, da Mercedes-Benz, uma visão da montadora em veículos pesados (caminhões e ônibus), seguido pela apresentação de Gustavo Noronha, da Toyota, que mostrou a visão da montadora japonesa no segmento de automóveis de passeio, Celso Argachoy, da Cummins, abordou “Alternativas de energia para o powertrain – combustíveis gasosos” e a visão dos sistemistas foi mostrada por Alexandre Uchimura, da Roberto Bosch. Frank Turkovics, da PSA, mediou o debate desse painel.

Na avaliação de Christian Wahnfried, um dos coordenadores do evento, “procuramos levar ao participantes uma visão sobre o futuro das fontes energéticas e de propulsão, daí o equilíbrio entre eletrificação e combustíveis do futuro, como o HVO e o diesel verde de resíduos, além de mostrar o que os outros importantes setores estão fazendo em inovação em powertrains. Entendemos que atingimos o nosso objetivo”, disse ao finalizar a 5ª edição do seminário.
 




Comentários