PPG investe em projeto de produtividade nos lotes de tintas

Com reestruturação de processo, empresa suprimiu retrabalho na produção das cores

O ganho na produção e a diminuição no desperdício de materiais estão entre os principais desafios para as empresas. Em busca de melhorias contínuas, a PPG Brasil encontrou uma oportunidade de redução de custos e aumento na produtividade, evitando possíveis retrabalhos na linha de produção de tintas para automóveis.

Para isso, a empresa desenvolveu o Enamel Clear, base incolor que pode ser usada no preparo de todos os tipos de cores (sólidas, metalizadas e perolizadas). O produto possibilita a criação de lotes maiores, reduzindo operações de separação de matéria prima, e garantindo um gerenciamento do estoque de maneira mais assertiva – uma vez que se trata de um item intermediário na produção da tinta, e permite apenas a finalização com a escolha da cor que será usada.

Em apenas quatro meses, a inciativa apresentou um ganho de produtividade e custo de cerca de 6%, além de zerar o retrabalho para ajustar a viscosidade, antes conferida em um de cada 20 lotes. O resultado expressivo fez com que o Projeto de Qualidade da PPG fosse reconhecido no concurso Kaizen de Qualidade da Toyota, em 2018.

O fabricante automotivo é cliente da PPG e reconhecido no mercado pela curadoria de trabalho centrada na questão da qualidade. “Quando você soma o ganho de produtividade e de qualidade com a eliminação do retrabalho, isso se torna significativo e chamou a atenção do cliente. Quanto ao prêmio, ele é utilizado também para divulgar e difundir esse tipo de abordagem e trabalho de equipe”, afirma Rafael Torezan, Gerente Geral da América Latina Sul na PPG.




Comentários