Eventos na Colômbia rendem US$ 23 milhões para indústrias de máquinas e equipamentos


Continua depois da publicidade


A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) considerou bastante positivo o balanço da participação de 31 empresas brasileiras do setor na Feira Internacional de Bogotá – FIB 2018 e na Colombiaplast 2018, ambas realizadas em Bogotá, de 24 a 28 de setembro.
Foram US$ 23 milhões entre negócios fechados e prospecções para os próximos 12 meses, centenas de contatos com importadores e mais uma possibilidade de consolidar o Brasil como importante exportador de máquinas e equipamentos para aquele mercado.

A participação brasileira nos dois eventos, que ocorreram no Centro Internacional de Negócios e Exposições – Corferias, em Bogotá – Colômbia, foi organizada pelo Programa Brazil Machinery Solutions, resultado da parceria entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).
Na Colombiaplast 2018 – uma das mais importantes feiras dos setores de plástico, borracha e petroquímica da América Latina, as 22 empresas participantes registraram US$ 19,940 milhões, entre negócios fechados e prospecções para os próximos doze meses. As vendas imediatas e os negócios futuros foram feitos com compradores da Colômbia, Chile, Equador, Panamá, Peru, México, República Dominicana e Venezuela.


Continua depois da publicidade


Já as nove empresas que marcaram presença no Pavilhão do Programa BMS na 32ª Feira Internacional de Bogotá – FIB 2018, fabricantes de máquinas e equipamentos para setores como de mineração, de bombas, geradores, transmissão mecânica, máquinas-ferramenta, entre outros, levaram sua tecnologia para o evento multissetorial, considerado como a mais importante oportunidade de intercâmbio de novas tecnologias aplicadas às indústrias produtivas do continente. As vendas imediatas e prospecções para os próximos 12 meses atingiram US$ 3,323 milhões.

O Brasil é hoje o quarto maior parceiro comercial da Colômbia. De acordo com a diretora executiva de Mercado Externo da Abimaq e gerente do Programa BMS, Patrícia Gomes, a Colômbia figura como o 11º principal mercado de exportações brasileiras de máquinas e equipamentos.  De acordo com a executiva, as expectativas para aquele mercado são boas. “De janeiro a julho de 2018, já houve um crescimento de 12,41%, nas exportações do setor para a Colômbia. Foram US$ 140,7 milhões nos primeiros meses deste ano, contra US$ 125,2 milhões registrados no mesmo período do ano passado”, informa a diretora.




Comentários