Segunda edição da Feimec 2018 já soma mais de 230 empresas

Feira que acontece entre 24 e 28 de abril já passa dos 75% de ocupação.

A Feimec – Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos, que acontece de 24 a 28 de abril no São Paulo Expo (Brasil), continua confirmando novas adesões a cada dia. Em 4 meses de campanha de comercialização, já são mais de 230 empresas confirmadas, ultrapassando a marca dos 75% da área total de vendas do evento.

Um dos principais motivos para esse sucesso é o crescimento constante dos eventos industriais liderados pelas principais entidades da indústria. “Toda a estratégia da Feimec foi desenhada para criar as melhores condições para a realização de negócios, atraindo compradores qualificados do Brasil e de diversos países, conteúdo relevante e muita visibilidade para toda a indústria”, explica Liliane Bortoluci, diretora da feira.im

Imagem: Divulgação

Além disso, a Feimec reúne inúmeros argumentos únicos em sua proposta de valor, que oferecem ao expositor o melhor custo-benefício, com a presença já confirmada dos principais âncoras da indústria, a ampla campanha para atração de compradores, e toda a infraestrutura de primeiro mundo oferecida pelo São Paulo Expo. O pavilhão, o mais moderno da América Latina, conta com climatização completa, 4.500 vagas cobertas de estacionamento, proximidade com o Aeroporto de Congonhas e uma ampla rede hoteleira em sua região.


Continua depois da publicidade


Com isso, além de ser a maior feira do setor na América Latina, a Feimec também já garante outro grande atrativo para o visitante: o amplo mix de expositores. Entre as mais duas centenas de empresas confirmadas, estão os principais âncoras dos setores de máquinas-ferramenta, equipamentos, automação, controle e medição, ferramentas e dispositivos, solda e tratamentos de superfícies, motores, acoplamentos, redutores, engrenagens, válvulas, bombas, compressores e equipamentos hidráulicos e pneumáticos, além de equipamentos para movimentação e armazenagem.

A Feimec é a feira oficial do setor de máquinas e equipamentos, uma iniciativa da Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, da Informa Exhibitions e de mais de 30 entidades setoriais. O evento marca o início da segunda fase do projeto de novas feiras industriais, iniciado em 2016 com a primeira Feimec , e que tem como base a tendência mundial de as entidades assumirem o comando sobre seus eventos, a fim de colaborar para a melhoria das empresas, fomentar os negócios e promover o desenvolvimento do setor.

Bons sinais para a economia

A segunda edição da Feimec foi lançada em maio, durante a Expomafe – Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial, e contou com palestra do economista Ricardo Amorin. Durante o encontro, Amorim reforçou que a economia brasileira encontra-se atualmente no ponto de inflexão depois da pior crise dos últimos 115 anos. No entanto, com base na análise de crises anteriores, ele acredita que a recuperação da economia em 2017 e 2018 será ainda mais robusta do que indicam as previsões. Para ele, não será surpresa se o Produto Interno Bruto brasileiro registar alta
de 5% a 6% no próximo ano, muito acima dos 2,5% previstos.

Esta recuperação já pode ser sentida nas previsões para a segunda edição da Feimec . A feira espera reunir cerca de 500 expositores que representam 700 grandes marcas de máquinas e equipamentos, automação, controle e medição, ferramentas e dispositivos, solda e tratamento de superfícies, máquinas-ferramenta, válvulas, bombas e compressores e outros segmentos ligados à cadeia de bens de capital mecânicos, além de prestadores de serviço e agências de fomento.

O incentivo às exportações será mantido na próxima edição com a realização das Rodadas Internacionais de Negócios organizadas pelo Programa BMS, uma parceria entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Em 2016, as Rodadas reuniram 40 empresas nacionais e 17 compradores de nove países. As 250 reuniões realizadas resultaram em US$ 10,5 milhões de novos negócios. A exemplo da edição anterior, a Feimec 2018 mantém o foco no desenvolvimento técnico e profissional do setor por meio de seminários, palestras e workshops sobre temas que têm impacto direto no presente e futuro da indústria de bens de capital.




Comentários