Projeto paga proprietários rurais para proteger recursos hídricos em SP

A Prefeitura Municipal de Extrema realiza hoje o lançamento oficial do projeto "Conservador das Águas"

Fonte: Ecopress - 02/08/07

Foto: Divulgação

A Prefeitura Municipal de Extrema realiza nesta quinta-feira (02),em sua sede, o lançamento oficial do projeto "Conservador das Águas", que visa a proteção dos recursos hídricos que fornecem água para o sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de 50% da população de São Paulo, em parceria com o Programa de Conservação da Floresta Atlântica da The Nature Conservancy (TNC), SABESP e a Agência Nacional de Águas (ANA). O evento conta com a presença do secretário do estado de Minas Gerais, José Carlos Carvalho e o diretor geral do Instituto Estadual da Floresta do estado de Minas Gerais, Humberto Candeias.

Por meio da execução de ações de proteção florestal e restauração de áreas degradas que margeiam os cursos d"água, dentro da sub-bacia hidrográfica das Posses, no município de Extrema, o projeto tem por objetivo a implantação do conceito de Pagamento por Serviços Ambientais: "A Prefeitura Municipal compensa financeiramente proprietários rurais que aderem ao projeto, enquanto que os parceiros e também a Prefeitura se encarregam de financiar os custos de recuperação e proteção destas áreas, fundamentais para a conservação das águas em qualidade e quantidade", diz o Coordenador de Serviços Ambientais da TNC-Floresta Atlântica,Fernando Veiga.

A parceria com a TNC, suportada por lei sancionada no município, permitirá, dentro dos próximos três anos, a assistência técnica e o apoio financeiro aos proprietários rurais da sub-bacia das Posses, para que esses possam recuperar e preservar suas Áreas de Proteção Permanente (APP) e Reserva Legal (RL), bem como recobrir a vegetação local, proteger os mananciais, fazer o saneamento ambiental e conservar o solo. Por meio dessas medidas, a Prefeitura espera conseguir, no prazo estipulado, a implementação de micro-corredores ecológicos, a redução da poluição decorrente dos processos erosivos e da falta de saneamento ambiental, e a proteção dos recursos hídricos da bacia.



Comentários