Novo formato da Feimafe agrada público e proporciona visitas especializadas

16ª edição da Feira reuniu mais de 550 marcas e mostrou que a interação de produtos expostos com apresentação de conteúdos técnicos teve a aprovação de visitantes/compradores.


Continua depois da publicidade


A 16ª Feimafe - Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Sistemas Integrados de Manufatura, que terminou no sábado, dia 24 de junho, trouxe um novo formato aprovado pelo público presente, a começar pela grande movimentação de pessoas que se guiaram pela Rota da Inovação e pelas visitas na Arena da Robótica e Automação Industrial. A Feimafe 2017 registrou a presença de 34.674 mil visitantes que vieram conferir no evento os novos produtos e inovações demonstrados em diversas ilhas temáticas. Esta edição reuniu cerca de 550 marcas expositoras e ofereceu mais de 150 horas de conteúdo técnico gratuito. Pelo resultado apurado diretamente com os expositores, o ambiente de negócios também foi bastante propício, com vários fechamentos já durante o evento e boas perspectivas para concretizar futuras transações.

 “Os eventos com esse perfil da Feimafe estão mudando bastante por conta das profundas transformações que vêm acontecendo com a indústria no Brasil e no mundo, cada vez mais digitalizada e interconectada. E um dos principais objetivos da Feimafe é oferecer experiências inovadoras para essa nova realidade e propiciar aos expositores e aos visitantes/compradores a oportunidade de obterem novos contatos de clientes para ampliarem seus portfólios”, relata Gustavo Binardi, diretor de Eventos da Reed Exhibitions Alcantara Machado. “Contudo, a constatação que tivemos nesta edição foi a de que muitos negócios já foram gerados nos cinco dias da Feira”, afirmou.

A Feimafe 2017 colocou à disposição uma série de experiências interativas dentro da Rota da Inovação. Trata-se de um roteiro que permitiu aos visitantes conhecerem na prática o funcionamento das novidades oferecidas pelos expositores. São produtos e serviços que estão transformando as tradicionais plantas industriais em “manufaturas inteligentes”, a chamada Indústria 4.0, ou seja, um ambiente de produção com conectividade digital, otimização contínua dos processos, rede de comunicação descentralizada e operação visando reduzir custos. Na prática, o avanço dessas tecnologias também foi apresentado no espaço Manufatura Inteligente com a demonstração de máquinas industriais que se auto programam, sem a interferência humana, melhorando o processo produtivo e evitando falhas.


Continua depois da publicidade


A outra finalidade da Rota da Inovação é levar aos interessados o que há de mais moderno em técnicas e inovações a fim de se aprimorarem através das apresentações e práticas em qualificação profissional na indústria. No espaço da Arena da Robótica e Automação Industrial, em conjunto com a Arena do Conhecimento, além do Fórum Feimafe, os visitantes puderam assistir e participar de experiências e palestras sobre robótica, automação industrial, manufatura digital entre outros.

“Trabalho na área de automação predial, e venho à feira para conhecer novidades. Até agora, pelo que vi, a ideia da Rota da Inovação foi muito bem pensada, pois está oferecendo uma referência sobre o que ver na feira” – opina o engenheiro e consultor Johann Huber, da Arkoss Sistemas de Automação. O visitante Maurício de Abreu, gerente de Projetos da MRA Indústria também aprova o modelo. “Não tinha visto uma iniciativa como essa antes, é uma boa ideia porque direciona o visitante. Meu objetivo era visitar companhias voltadas para impressão 3D, e estou conhecendo diversos produtos”.

Tópicos:



Comentários