Movimento intenso e negócios efetivos marcam o 3º dia da Feiplastic 2017

Expositores elogiam público, o novo local e esperam que o número de visitantes cresça ainda mais nos próximos dois dias da Feira.

No terceiro dia da Feiplastic, importantes expositores fabricantes de resinas plásticas e de máquinas e equipamentos começaram a registrar saldo positivo nas vendas, com negócios já sendo efetivados e corredores lotados de visitantes. Muitos deles elogiaram a qualificação do público, que segundo pesquisas prévias da Reed Exibitions Alcantara Machado apontam que 83% dos frequentadores são profissionais que têm envolvimento direto no processo de compra nas suas respectivas empresas ou organizações.

“Conseguimos realizar vendas efetivas de mais de 30 máquinas, com movimento de público nesses três primeiros dias”, afirmou Roberto C. Melo, gerente da Haitian. Na avaliação dele, considerando a situação do mercado, os resultados são bastante positivos. “Durante a Feiplastic estamos oferecendo aos clientes condições especiais para aquisição das máquinas, temos também uma linha própria de crédito. A expectativa é ampliar os negócios até o final do evento”, adiantou.

Igualmente confiante no potencial da Feira, o gerente comercial da Brasfixo, Luciano Lima, ressalta que foi possível concretizar vendas de equipamentos para usinagem e injeção plástica. “A feira está excelente!. Não temos do que reclamar. Além de estar em contato com nossos clientes, a Feiplastic abre oportunidades para ampliar a geração de negócios futuros”, elogiou. Lima acredita que nos próximos meses terá um aumento de 50% na produção.


Continua depois da publicidade


O gerente executivo de Vendas e Marketing da Ineos Styrolution, Fábio Bordin, disse ter ficado surpreso com a organização do evento, com o público qualificado e com a presença de empresas globais. Mesmo o novo local (Expo Center Norte) recebeu elogios do gerente, que segundo ele, foi “aprovado” pelo presidente e pelo vice da Ineos.  “Atendemos praticamente todos os setores da indústria, e sentimos que os clientes estão mais otimistas. A recuperação nas vendas do setor automotivo, por exemplo, já refletiu nas nossas vendas”, avaliou.

Da mesma forma, o diretor de Marketing e Gestão de Desempenho da Braskem, Rafael Christo, identificou um público “mais seleto e focado em negócios”. Segundo ele, o papel da Braskem em eventos como a Feiplastic é criar uma aproximação com os públicos de interesse. “Recebemos representantes do governo, sindicatos e distribuidores que se sentaram à mesa para discutir parcerias, projetos e outros assuntos de interesse”. A intensa movimentação na Braskem é evidenciada pelas 14 salas de reunião que foram totalmente ocupadas, com muitos clientes vindos de fora de São Paulo e outros 15% de países da América do Sul, segundo Christo.

“O público nos agradou, são diretores, donos, pessoas que realmente tomam a decisão, um público especializado, tanto que já fechamos alguns negócios e esperamos fechar mais até sexta feira”, comentou o diretor comercial da Eurostec, Cristian Pavan. Segundo ele, participar da Feiplastic é parte da estratégia da Eurostec que decidiu no ano passado mudar o posicionamento da Feira. “Tiramos um pouco a ênfase da parte de metal mecânica para nos voltarmos ao plástico”, afirmou.

Os corredores dos pavilhões do Center Norte no terceiro dia do evento ficaram mais cheios, o que ajudou a aumentar a expectativa de expositores, como a da gerente sênior de Marketing e Vendas América do Sul da Basf, Letícia Mendonça. Ela disse que espera um fluxo ainda maior de visitantes até sexta-feira. “Recebemos um público bastante diversificado e isso é muito bom para o relacionamento da empresa, pois atendemos diversos segmentos do mercado”, disse.

Tópicos:



Comentários