Termina greve de duas semanas na Volvo

Metalúrgicos aceitaram proposta da montadora com bônus de R$ 5 mil.

Terminou a greve que atingia a produção de caminhões e chassis para ônibus da Volvo desde a terça-feira (4). Os trabalhadores da fábrica instalada em Curitiba (PR) aceitaram a proposta de conciliação feita pela empresa e votada em caráter secreto. Eles receberão abono líquido de R$ 5 mil como forma de compensar o reajuste de apenas 50% da inflação medida pelo INPC, Índice Nacional de Preços ao Consumidor. 

Também concordaram com a postergação da discussão da data-base para setembro de 2017 e aceitaram o reajuste de 9,62% no vale-alimentação (de R$ 419 para R$ 460). 

A greve teve início porque os trabalhadores haviam recusado num primeiro momento o reajuste de 50% do INPC. Por motivo semelhante os metalúrgicos da Scania entraram em greve na segunda-feira (18). 

A fábrica de Curitiba emprega cerca de 3,2 mil trabalhadores, sendo 1,8 mil na produção. Segundo o sindicato, antes da greve eram montados a cada dia 35 caminhões pesados, 12 caminhões médios e 5 ônibus.

Tópicos:



Comentários